1,4 bi investigados são do Aterro Sanitário que ainda não foi executado pela PAVOTEC, diz prefeitura

Em nota divulgada agora a tarde a Prefeitura Municipal de Governador Valadares(MG) se manifestou sobre a “Operação Mar de Lama” deflagrada na manhã desta segunda(11) pela Polícia Federal em Governador Valadares e mais 9 cidades do país.

No texto a prefeitura se refuta diante da informação que tem sido divulgada equivocadamente pela Polícia Federal de que R$ 1,5 bilhão teriam sido desviados por agentes políticos. Sendo deles, R$ 1,4 bilhão, da Concorrência Pública n° 004/15, referente à implantação do Aterro Sanitário do município, que é de 35 anos para execução pela empresa ganhadora. Do mesmo sendo impossível qualquer valor ter sido desviado porque ainda não foi executado e não houve a liberação de nenhuma verba.

O município também informou que sobre as investigações referentes aos repasses feitos pelo Ministério da Integração Nacional para limpeza pesada e desobstrução de vias em 2013. Foram feitas e aprovadas as prestações das contas junto ao Ministério e Defesa Civil Nacional, de todas as obras realizadas com os R$4,7 milhões liberado pelo Governo Federal via Cartão Desastre.

A empresa PAVOTEC ainda não se pronunciou sobre as investigações da operação.

No início da tarde desta segunda-feira (11), a prefeitura enviou uma outra nota informando que toda a estrutura pública estava a disposição  dos agentes e todas as informações seriam disponibilizadas conforme solicitação, e disse que naquele momento ainda não era possível divulgar um pronunciamento oficial sobre o caso, pois a Polícia Federal ainda não havia apresentado oficialmente as informações exatas do conteúdo investigado na “Operação Mar de Lama“.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook