5ª fase da Operação Mar de Lama é deflagrada e uma pessoa é presa

O Ministério Público de Minas Gerais deflagrou nessa manhã a quinta fase da operação Mar de Lama. Promotores e policiais prenderam Jorge Ferreira Lopes, presidente do sindicato que representa os trabalhadores do transporte coletivo em Governador Valadares, Região Leste de Minas Gerais. Ele é acusado de receber R$ 400 mil da Valadarense, empresa que detém o monopólio do transporte de passageiros na cidade, para deflagrar duas greves que tiveram como motivo forçar a prefeitura a autorizar aumento nas passagens.

“Há um vídeo do dono da Valadarense, Roberto Carvalho, contando o dinheiro”, disse o promotor Evandro Ventura, do Ministério Público de Minas Gerais.

O promotor concederá  entrevista à imprensa na manhã desta terça-feira, mas adiantou ao que as provas contra o presidente do sindicato e o dono da Valadarense foram encontradas durante uma busca em um dos escritórios da empresa na 3ª fase da operação.

Jorge e Roberto também são acusados de forjar acertos na Justiça do Trabalho, prejudicando os trabalhadores.

Em nota a empresa Valadarense de Transporte informa que todos os acordos firmados asseguraram os direitos dos seus trabalhadores, tanto no que se refere aos reajustes salariais quanto aos benefícios concedidos.

Ainda na nota a empresa reafirma que os termos das convenções coletivas estão em consonância com a prática de remuneração nacional da categoria, o que pode ser evidenciado pela comparação com outros acordos da mesma natureza.

FONTEEstado de Minas
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook