Um aluno de 22 anos que possuí surdez alega que não pode assistir um filme cujo o assunto tratava-se de uma crítica à diversidade e inclusão na sociedade na Escola Estadual Professor Nelson de Sena em Governador Valadares (MG), o caso aconteceu no último dia 08 de agosto.

Segundo o relato dele e de seus colegas de classe, o filme “Meu nome é Rádio” estava programado para ser exibido no dia, no entanto, em reunião com os professores realizado a uma semana antes da exibição, foi informado pela interprete que teria a necessidade do filme ser legendado para a interpretação do aluno que possuí surdez.

No dia que seria realizada a exibição, o professores não trouxe o filme legendado e a interprete então teria solicitado que a luz da sala de vídeo fosse acesa para a mesma realizar a interpretação simultânea para o aluno, no entanto, o pedido teria sido negado pelos professores.

Diante da situação o aluno se recusou a ficar na sala, pois não o mesmo não teria condições para assistir filme, o fato deixou seus colegas de classe indignados e eles também se recusaram a assistir o filme e saíram da sala.

Vice-diretora da outra versão

A produção do Valadares na TV foi até a Escola Estadual Professor Nelson de Sena e ouviu a vice-diretora responsável pela escola no turno noturno e que acompanhou o caso no dia do fato e deu outra versão dos fatos. Ela afirma que o filme em questão foi locado, então o professor achou que já teria a legenda incluída, e no momento da exibição do filme percebeu que não tinha, então teve a decisão de tirar a turma da sala de vídeo e explicou o ocorrido para a classe, deixando somente uma outra turma assistindo o filme, o mesmo providenciou o filme com legenda e exibiu na quarta-feira (10). A vice-diretora trata o caso como um imprevisto e afirmou que aluno é incluído em sala de aula, e que, por isso o professor tomou a decisão de não exibir o filme para a turma no dia para não deixar o aluno excluído.

Revolta dos colegas de turma

Colegas de classe do aluno ficaram revoltados com a situação, diante do tema de inclusão o mesmos afirmam que testemunharam uma situação de exclusão com o aluno, o caso teve repercussão em uma rede social, amigos se solidarizam com o colega de turma diante do fato de exclusão ter acontecido por uma instituição de ensino. O aluno ainda não decidiu se irá tomar alguma providencia jurídica contra a escola.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook