América x Cruzeiro, no Estadio Independência, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Mineiro: Foto Pedro Vilela

Jogando em casa, o América venceu o Cruzeiro por 2 a 0 na tarde deste sábado, na partida de ida das semifinais do Campeonato Mineiro, no Estádio Independência. O Coelho abriu o placar aos 42 minutos do primeiro tempo, com Adalberto, e, em uma boa exibição na etapa final, conseguiu ampliar com Victor Rangel, aos 30. O resultado mantém o tabu deste início de temporada em favor do time alviverde, que segue sem perder para Atlético e Cruzeiro em 2016.

Com a vitória, o time alviverde joga para a Raposa a responsabilidade de vencer. Como se classificou na quarta posição e o Cruzeiro na primeira, o América era quem tinha a obrigação de evitar dois resultados iguais. Agora, a equipe celeste precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para avançar para a final.

O jogo de volta será no próximo domingo (24), às 16h, no Mineirão. Antes, porém, as duas equipes têm compromissos pela Copa do Brasil. O Coelho visita o Red Bull na quarta-feira (20), às 19h30, em Campinas. Já o Cruzeiro enfrenta o Campinense, no mesmo dia, mas às 21h45, em Campina Grande.

O jogo

O time celeste começou melhor, chegando mais à área americana, mas sem levar grande perigo à meta de João Ricardo. A Raposa só assustou o time alviverde aos 22 minutos, quando Arrascaeta cobrou falta e Rafael Silva, impedido, mandou para a rede, mas a arbitragem anulou o gol.

Após a superioridade inicial, a equipe celeste deixou o domínio escapar aos poucos e a partida já se mostrava equilibrada. O Coelho, entretanto, não ameaçava, tinha dificuldades em criar jogadas. Mas aos 42 minutos, conseguiu abrir o placar na bola parada. Tiago Luís cobrou falta na intermediária, Sueliton desviou de cabeça e Adalberto empurrou para a meta, fazendo 1 a 0 para o América.

No segundo tempo, o técnico Deivid colocou Élber no lugar de Ariel Cabral. A substituição quase culminou com o empate celeste, pois, aos três minutos, o atacante recebeu ótimo lançamento, invadiu a área, tentou driblar João Ricardo e tocou por baixo do goleiro. A bola passou com perigo.

O América respondeu aos nove, em chute de Rafael Bastos que Fábio defendeu. No rebote, Bryan arriscou e o goleiro mandou para escanteio. Pouco depois, Tiago Luís chutou com efeito da ponta esquerda e a bola tocou na trave celeste.

O segundo gol americano veio aos 30, em rápido contra-ataque. Pablo recebeu no meio-campo e avançou em velocidade até a área, quando viu Victor Rangel livre e cruzou. O atacante pegou de primeira, perto da marca de pênalti, sem chances para Fábio.

 América x Cruzeiro

 América: João Ricardo; Sueliton, Leandro Guerreiro e Adalberto; Pablo, Claudinei, Tony, Rafael Bastos (Danilo Barcelos), Tiago Luís (Ernandes) e Bryan; Victor Rangel (Borges). Técnico: Givanildo Oliveira

 Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Romero, Henrique, Ariel Cabral (Élber) e De Arrascaeta (Pisano); Alisson e Rafael Silva (Allano). Técnico: Deivid

 Gol: Adalberto, aos 42 do 1º tempo, e Victor Rangel, aos 30 do 2º tempo.

 

Cartões amarelos: Sueliton, Claudinei, Tiago Luís (América) Romero, Ariel Cabral (Cruzeiro)

 Motivo: 1º jogo – semifinal do Campeonato Mineiro

Data: 16 de abril 2016, sábado, às 16h20

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

 Árbitro: Igor Junio Benevenuto (Asp. Fifa)

Auxiliares: Marcus Vinícius Gomes (CBF/FMF) e Magno Arantes Lira (CBF/FMF)

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook