Treino no estádio Morumbi - Foto: Bruno Cantini/Atlético MG

Depois de ver o título mineiro escapar no último domingo, o Atlético quer virar a página e concentrar as forças no duelo de ida das quartas de final da Copa Libertadores contra o São Paulo, nesta quarta-feira, às 21h45, no Morumbi. Os jogadores do Galo querem arrancar um bom resultado na capital paulista para decidir com mais tranquilidade no jogo de volta, marcado para a próxima quarta, no mesmo horário, no estádio Independência.

Diante da sequência de jogos decisivos que o Atlético enfrenta há algumas semanas, o técnico Diego Aguirre optou pelo mistério na escalação dos titulares. Após o treino da noite desta terça-feira no Morumbi, o treinador uruguaio não confirmou equipe para o confronto. No entanto, a única dúvida deve ser o companheiro de Robinho e Pratto no ataque. Para a posição, Aguirre tem várias opções: Cazares, Clayton, Hyuri e o polivalente Patric.

Poupado da atividade no Morumbi, o volante Júnior Urso permaneceu no hotel, mas segundo a assessoria de imprensa do Atlético, o jogador não preocupa para a partida. O principal desfalque é o atacante Carlos, que sentiu dores no pé na partida contra o América, pela final do Mineiro. Exames não apontaram lesão, mas o jogador não viajou e ficou em tratamento em Belo Horizonte. Outra baixa é o lateral-direito Carlos César, que sofreu uma pancada na região do estômago também na decisão do Estadual.

O retrospecto dos confrontos contra o São Paulo pela Libertadores joga a favor do Atlético. Em oito partidas pela principal competição continental, o Galo venceu quatro vezes, empatou três e perdeu apenas uma. O último encontro aconteceu em 2013, ano em que o Alvinegro foi campeão. Foram quatro vitórias, sendo duas na fase de grupos e outras duas nas oitavas de final.

Outro fator pesa contra o Tricolor, que desde 2006 sempre caiu na Libertadores para um clube brasileiro. Foram sete eliminações no total: Internacional (final de 2006 e semifinal de 2010), Grêmio (oitavas de 2007), Fluminense (quartas de 2008), Cruzeiro (quartas de 2009 e oitavas de 2015), além do Atlético (oitavas de 2013).

O atacante Robinho, do Atlético, prometeu se inspirar em bons momentos vividos em jogos contra o São Paulo para fazer o time se dar bem. Em confrontos de mata-mata contra o São Paulo, o atacante jamais perdeu. Pelo Santos, esteve presente nas vitórias nas quartas de final do Campeonato Brasileiro de 2002, nas oitavas de final da Copa Sul-Americana de 2004 e na semifinal do Campeonato Paulista de 2010. “Tenho boas memórias do Morumbi. Espero que isso sirva para me ajudar a fazer um bom jogo. Gosto de jogar no estádio”, afirmou.

A equipe, por ter melhor campanha, terá a vantagem de jogar no confronto de volta, semana que vem, como mandante no estádio Independência. “Esperamos fazer um bom jogo, atuar com inteligência e, quem sabe, marcar um gol como visitante”, disse o atacante.

São Paulo

O técnico Edgardo Bauza pode ter dois desfalques para o jogo. O comandante argentino confirmou nesta terça que o meia Michel Bastos, com problema na coxa direita, e o lateral-esquerdo Mena, com lesão no tornozelo direito, podem ficar fora da partida e serem substituídos respectivamente por Wesley e Matheus Reis.

“É uma decisão que vou tomar uma hora, uma hora e meia antes do jogo. Quando chegarmos ao estádio vamos testar como eles se sentem e analisar como vamos começar a partida”, disse Bauza.

Caso Mena não possa jogar, o substituto será um atleta que ainda não atuou em 2016. Matheus Reis pode ganhar a chance já que o reserva imediato na lateral-esquerda, Carlinhos, sentiu lesão no treino de segunda-feira. Se Michel Bastos não se recuperar, o volante Wesley atuará como meia pelo lado direito e o atacante Kelvin será transferido pelo lado esquerdo para compor o esquema 4-2-3-1.

São Paulo x Atlético

São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Matheus Reis (Mena); Hudson e Thiago Mendes; Wesley (Michel Bastos), Ganso e Kelvin; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Júnior Urso; Patric (Clayton), Robinho e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre

Motivo: jogo de ida – Quartas de Final da Copa Libertadores

Data: 11 de maio de 2016, quarta-feira, às 21h45

Local: Estádio Morumbi, em São Paulo (SP)

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)

Auxiliares: Eduardo Diaz (COL) e Humberto Clavijo (COL)

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook