jogador Pedro Rocha do Grêmio comemora gol durante a partida entre Atlético MG e Grêmio RS válida pela Copa do Brasil. Foto: DANIEL TEOBALDO

O péssimo primeiro tempo custou caro para o Atlético no jogo de ida da final da Copa do Brasil. Um time desligado em campo e pouco inspirado na criação das jogadas foi presa fácil para o Grêmio, que abusou dos contra-ataques e venceu por 3 a 1, no Mineirão com 50 mil pessoas, nesta quarta-feira, mesmo com um jogador a menos desde os 21 minutos da etapa final.

Pedro Rocha, duas vezes, e Everton fizeram os gols do Grêmio. O zagueiro Gabriel descontou para o Atlético. O placar manteve o retrospecto recente em Belo Horizonte do time gaúcho sobre o Galo. Nos últimos cinco jogos, foram dois empates e três vitórias do Tricolor.

Com a derrota em casa, o Atlético precisará vencer por três gols de diferença no jogo da volta, na próxima quarta-feira, na Arena do Grêmio, para ficar com o título da Copa do Brasil. Se o Galo ganhar por dois de vantagem, a decisão será nos pênaltis. Vale ressaltar que na final não há o gol qualificado.

Agora, o Atlético dá uma pausa na decisão da Copa do Brasil. No domingo, às 17h, o time recebe o São Paulo, no Independência, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

O Grêmio engoliu o Atlético no primeiro tempo. Bem postado em campo, o time gaúcho tinha menos posse de bola, mas dominava as ações ofensivas, principalmente nos contra-ataques, aproveitando-se da pouca efetividade do ataque alvinegro.

Luan, em um chute de fora da área que passou raspando a trave, e Douglas, em uma finalização no canto que Victor foi buscar, quase abriram o placar para o Grêmio. Atordoado, o Atlético sequer conseguia construir jogadas de perigo e, quando criava, concluía mal.

O mau futebol castigou o Atlético que sofreu o primeiro gol aos 29 minutos. Cazares errou um passe fácil no meio-campo proporcionando o contra-ataque do Grêmio. Maicon ficou com a bola e lançou para Pedro Rocha. O atacante dominou, invadiu a área, driblou Gabriel e tocou no canto de Victor.

A defesa do Atlético continuava vacilando. Pedro Rocha recebeu passe na área, encobriu Victor, mas Gabriel cortou de carrinho quase em cima da linha. Na sequência, o Galo respondeu com Júnior Urso, que dominou dentro da área e chutou no canto obrigando Marcelo Grohe a fazer uma defesa espetacular. Foi a primeira finalização com perigo para o gol do ataque alvinegro.

No último lance do primeiro tempo, Victor salvou o segundo gol do Grêmio. Em mais um contra-ataque, o time gaúcho pegou a defesa do Atlético toda aberta. Pedro Rocha apareceu sozinho com o goleiro atleticano, que conseguiu sair bem e fez uma defesa milagrosa.

Segundo tempo

O Atlético até voltou com mais vontade, foi mais presente no ataque, mas levou o segundo gol em outra bobeira da marcação. Em cobrança de falta na intermediária de ataque do Grêmio, os jogadores alvinegros ficaram parados, enquanto o time gaúcho cobrou rápido. Pedro Rocha recebeu sozinho, passou pelos adversários e bateu no canto de Victor.

Aos 21 minutos, o atacante Pedro Rocha, herói do Grêmio na partida, fez falta na lateral da área, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso.

A torcida do Atlético se animou e o time demorou para corresponder em campo. O gol alvinegro só saiu aos 36 minutos com o zagueiro Gabriel, que emendou de primeira após cobrança de escanteio.

Mas o Grêmio sacramentou a vitória em mais um contragolpe fulminante, aos 45 minutos. Geromel foi ao ataque e cruzou na medida para Everton tocar para as redes complicando a vida do Atlético para o jogo de volta em Porto Alegre.

Atlético 1 x 3 Grêmio

Atlético: Victor; Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso (Júnior Urso), Cazares (Clayton), Maicosuel (Hyuri) e Robinho; Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira

Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jailson), Pedro Rocha e Douglas (Everton); Luan (Fred). Técnico: Renato Gaúcho

Motivo: jogo de ida – final da Copa do Brasil

Data: 23 de novembro de 2016, quarta-feira, às 21h45

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Pedro Rocha (29min/1ºT, 9min/2ºT), Gabriel (Atlético), Everton (45min/2ºT)

Cartão Amarelo: Gabriel, Lucas Cândido, Júnior Urso (Atlético); Edílson, Pedro Rocha, Marcelo Oliveira, Maicon, Marcelo Grohe (Grêmio)

Cartão Vermelho: Pedro Rocha (Grêmio)

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)

Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Nadine Schramm Câmara Bastos (SC)

Público: 50.586 torcedores

Renda: R$ 4.082.175,00

FONTERadio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook