Cruzeiro x Atlético, pela 26 rodada do Campeonato Brasileiro. Foto Juliana Flister

Tudo igual no clássico mineiro. O Atlético pulou na frente no primeiro tempo com Clayton, mas o Cruzeiro arrancou o empate com Robinho na etapa final, neste domingo, no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado acaba sendo ruim para os dois, já que a Raposa tenta sair de perto da zona do rebaixamento e o Galo luta pela liderança.

Com o placar, o Atlético acumula o sétimo jogo sem perder para o Cruzeiro no Mineirão (três vitórias e um empate). Por outro lado, no total, a Raposa não é derrotada pelo maior rival há cinco partidas (três vitórias e dois empates). Além disso, o técnico Marcelo Oliveira segue sem vencer clássicos. Já são 12 jogos.

Na classificação, o a Raposa se mantém na 15ª posição, com 30 pontos, a dois do Z4, enquanto o Galo vê Palmeiras e Flamengo se distanciarem. O time alvinegro permanece na terceira posição, com 46 pontos, e fica cinco atrás dos paulistas e a quatro dos cariocas.

Na próxima rodada, o Cruzeiro visita o vice-líder Flamengo, domingo, às 16h, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Já o Atlético recebe o Internacional, domingo, às 18h30, no Independência.

Mas antes as duas equipes terão compromissos pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil na quarta-feira. Às 19h30, o Galo encara a Ponte Preta, em Campinas. No primeiro duelo, no Mineirão, o time alvinegro empatou por 1 a 1. Agora, precisa vencer por qualquer diferença ou empatar por dois ou mais gols. Já a Raposa que goleou o Botafogo por 5 a 2, no Rio, joga no Mineirão, também na quarta, mas às 21h45, podendo perder por até três gols de diferença para avançar de fase.

O jogo

O clássico começou bastante estudado e sem muitas chances nos primeiros minutos. Mas o venezuelano Otero tratou de colocar lenha na fogueira ao mandar uma bomba de fora da área e carimbar o travessão de Rafael, aos nove minutos. Contudo, o lance não proporcionou uma partida mais aberta e o confronto voltou a ficar morno.

Aos 23, Ábila e Erazo começaram uma discussão por falta de fair play e vários jogadores tomaram as dores dos companheiros e formou-se a confusão. Apesar do tumulto, o árbitro não aplicou cartão.

Um pouco mais organizado em campo, o Atlético conseguiu abrir o placar aos 30 minutos. Fábio Santos recebeu passe na esquerda e cruzou na medida para Clayton, no meio da área, testar no canto de Rafael.

Após levar o gol, o Cruzeiro tentou reagir, mas falhou nas finalizações. Aos 38, livre de marcação, Arrascaeta recebeu cruzamento, mas cabeceou para fora. Pouco depois, a bola se ofereceu a Ábila quase na pequena área, porém o argentino quis tirar de Victor e acabou tirando também do gol desperdiçando uma chance inacreditável de empatar o clássico.

No intervalo, o técnico Mano Menezes sacou Rafael Sobis para entrada de Alisson. Mas quem levou perigo novamente foi o Atlético. Júnior Urso recebeu livre pela direita, invadiu a área, bateu cruzado e a bola passou muito perto da trave.

Com a vantagem, o Atlético trocava passes, enquanto o Cruzeiro tentava o ataque em busca do empate, que quase saiu dos pés de Ábila. Após chute, a bola desviou no jogador do Galo e sobrou para o argentino, que bateu de primeira e acertou a trave.

O gol celeste estava amadurecendo e acabou saindo aos 30 minutos. Élber recebeu pelo lado direito e tocou para trás. Na velocidade, Robinho chegou batendo no cantinho, sem chances para Victor. Tudo igual no clássico.

No fim da partida, o lateral-direito Lucas, que já tinha cartão amarelo, foi expulso. No entanto, o motivo é desconhecido, pois foi fora do lance de jogo e os jogadores ficaram sem entender a decisão do árbitro.

Cruzeiro 1 x 1 Atlético

Cruzeiro: Rafael; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique (Denílson), Ariel Cabral (Elber) e Robinho; Arrascaeta, Ramón Ábila e Rafael Sobis (Alisson). Técnico: Mano Menezes

Atlético: Victor; Carlos César (Gabriel), Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Otero; Clayton, Robinho (Cazares) e Fred (Lucas Pratto). Técnico: Marcelo Oliveira

Motivo: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data e horário: 18 de setembro de 2016, às 16h

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Clayton (30min/1ºT), Robinho (30min/2ºT)

Cartão Amarelo: Fábio Santos; Otero (Atlético); Lucas (Cruzeiro)

Cartão Vermelho: Lucas (Cruzeiro)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Aspirante à Fifa/SC)

Auxiliares: Alex dos Santos (CBF/SC) e José Roberto Larroyd (CBF/SC)

Público: 43.381 torcedores

Renda: R$ 1.423.271,00

FONTERadio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook