Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Seis jogos, seis vitórias. Era preciso muito otimismo para imaginar que o técnico Tite começasse tão bem no comando da Seleção Brasileira, mas foi o que aconteceu. Com o desempenho, o treinador recuperou o Brasil nas Eliminatórias e terminou o ano em primeiro na classificação.

Contratado após a disputa da Copa América Centenário, Tite assumiu com o Brasil em sexto lugar nas Eliminatórias. A caminhada rumo à liderança começou com uma convincente vitória por 3 a 0 sobre o Equador, em Quito. A partida marcou a estreia do atacante Gabriel Jesus pela Seleção Principal. Campeão olímpico, Jesus marcou duas vezes e deu um belo cartão de visitas para os torcedores brasileiros.

VÍDEO: A recepção de Tite na CBF

LISTA: Os primeiros convocados de Tite

FOTOS: Os cliques de Equador 0 x 3 Brasil 

Na volta ao Brasil, a Seleção teve pela frente a Colômbia, e fez o dever de casa. Com gols de Miranda e Neymar, o Brasil derrotou os colombianos por 2 a 1 e confirmou o bom início de Tite como técnico da equipe.

Na rodada seguinte, a Seleção jogou novamente dentro de casa. Contra a Bolívia, em Natal, o Brasil sobrou, jogou bem e saiu de campo com uma goleada: 5 a 0, com gols de Gabriel Jesus, Filipe Luís, Giuliano, Roberto Firmino e Neymar, que chegou a marca de 300 em toda a carreira.

O jogo teve uma estreia fora de campo pela Seleção. O mascote Canarinho esteve com a torcida brasileira e alegrou os jovens antes e durante a vitória do escrete verde e amarelo.

Para completar a rodada, o Brasil viajou até a Venezuela e bateu os donos da casa por 2 a 0.  A vitória brasileira foi construída com gols de Gabriel Jesus e Willian, e deixou o time na liderança das Eliminatórias pela primeira vez na competição. Uma posição que a Seleção não largou mais.

TRABALHO DURO: Tite e comissão acompanham 25 jogos in loco

TECNOLOGIA: Até sete metros do chão ao topo para ajudar Tite

VÍDEO: Em homenagem ao eterno Capitão, Dani Alves utiliza camisa número 4

Em seguida, Tite teve o que muitos julgavam ser seu maior desafio no ano pela Seleção Brasileira: a Argentina de Messi e cia. no Mineirão. O apoio da torcida foi incondicional, e teve direito a mosaico antes do jogo. Dentro de campo, o Brasil construiu um sólido 3 a 0 e conquistou um resultado que reafirmou o grande momento da Seleção.

Com um dos gols marcados no clássico (os outros foram de Philippe Coutinho e Paulinho), Neymar chegou ao 50º tento pela Seleção Brasileira.

FOTOS: As melhores imagens de Brasil 3 x 0 Argentina

VÍDEO: Neymar comemora gol de número 50 pela Seleção

Quem também completou um feito histórico com a Seleção foi o lateral-direito Daniel Alves. Contra o Peru, no jogo seguinte, Dani completou 100 jogos com a Amarelinha. E comemorou em grande estilo. Em Lima, Gabriel Jesus e Renato Augusto garantiram a vitória por 2 a 0 e a manutenção da liderança na virada do ano. Jesus, por sinal, terminou o ano como artilheiro da Seleção Principal ao lado de Philippe Coutinho. Os dois foram grandes destaques da equipe nos últimos seis jogos.

Um dos grandes trunfos da Seleção nessa caminhada foi o apoio do brasileiro. Tanto nos jogos quanto nos treinos abertos, a torcida deu um show de empolgação solidariedade.

Foi assim, de vitória em vitória, resultado em resultado, que a Seleção se recuperou nas Eliminatórias. Com isso, o Brasil agora ocupa a primeira posição, com 27 pontos, quatro a mais do que o segundo colocado, o Uruguai, e nove a mais do que o primeiro time fora da zona de classificação, a Colômbia.

FONTEAssessoria CBF
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook