Cerca de cem mil pessoas já foram vacinadas contra a febre amarela em Valadares

Horário de atendimento das unidades de saúde volta ao normal a partir de segunda-feira (6)

Depois de muita informação e orientações passadas pelos profissionais da saúde de Valadares, finalmente a população está se conscientizando de que não é preciso correria para se proteger contra a febre amarela. Isso porque não há surto nem casos da doença em Valadares.

Prova dessa conscientização é que o movimento tem diminuído em várias unidades de saúde do município e, naquelas em que a procura está intensa, a vacinação está transcorrendo bem e sem tumultos. Isso se deve também pelo fato de a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, ter implantado o horário estendido em vários locais da cidade a fim de garantir maior cobertura vacinal à população.

Em função da diminuição da procura por vacinas em algumas regiões, apenas a Policlínica e as unidades do Santa Rita II, São Raimundo, JK I, Nossa Senhora das Graças e Vila do Sol continuam atendendo em horário diferenciado (das 7h30 às 19h30) até sexta-feira (3).  A vacinação segue ainda no Distrito Industrial até amanhã (2), também em horário especial. A partir de segunda-feira (6), o atendimento voltará ao normal em todas as unidades, de 7 às 17h.

O trabalho de bloqueio, por meio da vacinação, continua sendo feito tanto na área urbana quanto rural, sendo que nesta última as equipes vão de casa em casa para vacinar aqueles que necessitam. Medida de suma importância, pois impede que a febre amarela atinja os moradores dos distritos e se alastre pela região.

Somente no mês de janeiro deste ano, foram vacinadas 97 mil pessoas de nove meses a 59 anos que não tenham tomado a primeira dose ou o reforço após dez anos. Vale lembrar que pessoas com mais de 60 anos e gestantes que não tenham se vacinado precisam seguir orientação médica.

Valadares já recebeu 157 mil doses enviadas pelo governo do Estado e, por enquanto, não há previsão de que cheguem novas remessas, uma vez que os 69 locais de vacinação (59 unidades de saúde, além de 10 Unidades Básicas de Saúde) ainda têm estoque disponível.

Para receber qualquer uma das doses é preciso levar o cartão de vacinas e um documento de identificação a qualquer unidade de saúde, de segunda a sexta-feira.

Comentários no Facebook