Foto: Carlos Cruz América MG

Os jogadores do América fizeram um treino nesta manhã de sábado em Patos de Minas, encerrando a preparação em campo  para o jogo decisivo contra a URT. O técnico Givanildo Oliveira comandou apenas um “rachão” no estádio do Mamoré, com o grupo retornando em seguida para a concentração.

O América precisa apenas de um ponto no jogo contra a URT, neste domingo, no estádio Zama Maziel, para se classificar. Mas o volante Pablo, que vem atuando na lateral, lembra o pacto fechado entre atletas e comissão técnica de lutarem por três vitórias nos últimos jogos.

Duas delas já foram conquistadas: 1 x 0 Uberlândia e 2 x 0  Boa Esporte, ambas na Arena Independência. Agora, a equipe americana segue para fechar a fase de classificação do Estadual com o objetivo de vencer mais uma vez.

“Não estamos classificados ainda, então, vamos encarar como mais uma decisão. Fizemos um acordo no vestiário com um bloco de três finais e graças a Deus conseguimos ser felizes em duas. Agora vamos para a terceira. Independente da URT já estar classificada, os jogos lá nunca foram fáceis e eu não acho que vai ser agora que eles vão facilitar para nós”, enfatiza o atleta americano.

Pablo não crê em um adversário relaxado por já ter garantido sua classificação no campeonato. Ele observa que o adversário não vai querer uma derrota que arranhe sua moral em Patos de Minas, ainda que possa administrar a escolha do seu adversário na semifinal.

“Eu não acredito que a URT pensa em escolher um adversário para a semifinal e acho que hoje ninguém pensa nisso. Até porque para serem campeões eles não vão poder escolher concorrente. Acho que vai ser um jogo muito difícil, pois se eles fizerem um jogo muito ruim contra a gente, podem se atrapalhar para as semifinais. Então, acho que vai ser um jogo muito difícil, vão jogar igual jogaram durante toda a competição”, comenta.

INCÔMODO

O jejum de gols do América fora de casa incomoda Pablo. Jogando no interior, o Coelho ainda não conseguiu marcar.

“Fica ruim, porque você vê o time do América fazendo os jogos que faz dentro do Independência, as oportunidades que cria. Às vezes quem vai só pelos resultados e pelas notícias vê que o América não fez nenhum gol fora de casa. Isso incomoda. Mas chegou a hora de mudarmos isso e garantir nossa classificação”, completa o jogador.

FONTESite do América MG
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook