Deivid falou em coletiva após a eliminação (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

Deivid não é mais técnico do Cruzeiro. Uma reunião realizada na noite deste domingo, após o empate por 0 a 0 contra o América, que selou a precoce eliminação do clube no Campeonato Mineiro, definiu a demissão do treinador.

O Cruzeiro informou que o ex-comandante e a diretoria concederão uma entrevista coletiva nesta segunda-feira, às 14h, na Toca da Raposa II.

Deivid comandou o Cruzeiro em 18 partidas, com 11 vitórias, cinco empates, duas derrotas. Foram 26 gols marcados e 14 sofridos.

O preferido da diretoria para assumir o cargo é Jorginho, mas a ótima fase do Vasco, que neste domingo eliminou o Flamengo e chegou à final do Campeonato Carioca, pode inviabilizar a negociação. Com isso, Abel Braga, sem clube desde dezembro do ano passado, quando deixou o Al Jazira, dos Emirados Árabes, se torna o favorito para comandar a Raposa. Marcelo Oliveira seria a terceira opção.

Deivid convivia com críticas desde o início do ano, por causa das atuações irregulares do clube no Estadual e na Primeira Liga. A situação ficou um pouco melhor após a vitória sobre o Atlético no Horto – período em que o clube engrenou uma série de bons resultados. No entanto, ele voltou a ser pressionado depois da derrota por 2 a 0 para o América, no primeiro jogo da semifinal do Mineiro, e do empate diante do Campinense, pela Copa do Brasil.

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook