Fotos: Washington Alves

O Cruzeiro segue forte na busca pelo penta da Copa do Brasil. Maior vencedor do torneio, o Time Estrelado ratificou sua classificação diante do Botafogo, nesta quarta-feira, no Mineirão. Após golear o adversário no jogo de ida por 5 a 2, a Raposa também venceu a partida de volta por 1 a 0, gol de Bruno Rodrigo, ainda no 1º tempo.

Com 6 a 2 no agregado, o Maior de Minas se garantiu nas quartas de final da competição e agora aguarda o sorteio que será realizado na sede da Confederação Brasileira de Futebol, na próxima sexta-feira, para saber qual será o seu próximo adversário.

A vitória desta quarta-feira também mantém a invencibilidade do Time do Povo diante do Botafogo em partidas válidas pela Copa do Brasil. Anteriormente, as equipes se enfrentaram na edição de 2000, pelas quartas de final, ano em que o Cruzeiro se sagrou tricampeão. No retrospecto pela competição, o Time do Povo soma agora três vitórias e um empate contra os cariocas.

O jogo

Mesmo com larga vantagem na disputa, o Cruzeiro começou pressionando o Botafogo. Logo no primeiro minuto de jogo, Edimar cobrou falta pela esquerda e a bola cruzou toda a área com perigo. No lance seguinte, Elber fez boa jogada pela direita e a defesa adversária quase marcou contra.

A Raposa voltou a levar perigo aos 12 minutos. Em bela trama do ataque celeste, Arrascaeta e Ábila tabelaram na entrada da área. O uruguaio chutou de primeira, mas por cima da meta adversária.

A resposta da equipe carioca veio somente aos 16 minutos da etapa inicial. Rodrigo Lindoso dominou na entrada da área e disparou forte arremate contra o gol estrelado. Seguro, Rafael fez grande defesa.

Aos 25, um lance inusitado. Pressionado pelo ataque celeste na saída de bola, o botafoguense Bruno Silva dividiu com Rafinha na intermediária. Na rebatida, a bola seguiu em direção à meta de Helton Leite, deixando o arqueiro em apuros. Ábila tentou desarmar o adversário na pequena área, mas acabou cometendo falta.

O Time Estrelado permaneceu comandando as ações no 1º tempo. Aos 31, Elber fez ótimo cruzamento para a área, Manoel testou forte e a bola passou a centímetros do travessão.

A superioridade celeste se traduziu em gol apenas aos 36 minutos. Em cobrança de escanteio perfeita de Arrascaeta, Bruno Rodrigo subiu no terceiro andar, bateu a marcação e fez um belo gol. Este foi o 16º gol do zagueiro artilheiro com o manto estrelado.

No minuto seguinte, o Botafogo tentou dar a resposta em chute perigoso de Leandrinho, de fora da área. A bola desviou na zaga celeste e ganhou a linha de fundo.

Nos minutos finais, o Cruzeiro administrou a vitória parcial e foi para o vestiário com 6 a 2 no placar agregado.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou para a etapa final com uma alteração. O técnico Mano Menezes promoveu a entrada de Willian no lugar do argentino Ramón Ábila.

A primeira chance azul surgiu nos pés de Henrique. O capitão avançou pela direita e disparou chute forte de fora da área, por cima do gol adversário.

Em desvantagem no jogo e na eliminatória, o técnico botafoguense Jair Ventura mudou seu comando de ataque, colocando Rodrigo Pimpão e Gervasio Núñez nos postos de Salgueiro e Luís Henrique.

Mano Menezes foi obrigado a mexer na equipe e colocou Denilson no lugar de Ariel Cabral, após o argentino sofrer forte entrada de Rodrigo Lindoso. O treinador ainda mandou a campo o atacante Alisson no lugar de Elber.

Rafael voltou a ser acionado apenas aos 22 minutos do 2º tempo. Em sua primeira jogada, Gervasio Núñez arrancou pela esquerda e deu um chute potente, no canto direito do arqueiro celeste, que fez mais uma boa defesa, mandando a bola para escanteio.

Três minutos depois, o Cruzeiro voltou a acelerar o jogo. Em bola levantada na área, a zaga botafoguense rebateu, Rafinha pegou o rebote e chutou com perigo, à direita da meta carioca. Aos 28, Edimar bateu falta com maestria e a bola caprichosamente carimbou o travessão.

Aos 33, Lucas fez boa jogada pela direita e cruzou para Willian, que antecipou a zaga adversária e cabeceou com perigo, à direita do gol defendido por Helton Leite.

Dono do jogo, o Maior de Minas administrou a larga vantagem e confirmou a vitória de 1 a 0, seguindo firme na luta pelo penta da Copa do Brasil.

CRUZEIRO 1 x 0 BOTAFOGO
Motivo:
jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil
Data: 21/09/2016 (quarta-feira)
Local: Mineirão
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza – SP
Público: 10.604 pagantes
Renda: R$ 176.106,00
Gol: Bruno Rodrigo, aos 36 minutos do 1º tempo
Cruzeiro: Rafael; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Denilson), Rafinha e Arrascaeta; Elber (Alisson) e Ramón Ábila (Willian)
Técnico: Mano Menezes
Botafogo: Helton Leite; Diego, Emerson Silva, Renan Fonseca e Victor Luis; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso (Vinícius Tanque), Dierson e Leandrinho; Salgueiro (Rodrigo Pimpão) e Luís Henrique (Gervasio Núñez)
Técnico: Jair Ventura
Cartões amarelos: Leandrinho, Emerson, Gervasio Núñez e Victor Luis (Botafogo)

FONTESite do Cruzeiro
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook