Marcelo Oliveira deixou o comando do Atlético na manhã desta quinta, após derrota para o Grêmio

O Atlético anunciou no início da tarde desta quinta-feira a demissão do técnico Marcelo Oliveira, horas após o time perder por 3 a 1 para o Grêmio no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, no Mineirão. Marcelo foi comunicado da decisão pelo presidente do clube, Daniel Nepomuceno, durante uma reunião. O treinador fará um pronunciamento ainda nesta tarde, na Cidade do Galo. Logo depois, Nepomuceno concederá uma entrevista coletiva para explicar a decisão.

O comandante chegou ao Galo no dia 20 de maio deste ano para o lugar de Diego Aguirre, que deixou o clube apos ser eliminado da Copa Libertadores nas quartas de final. A esperança era de que Marcelo encaminhasse o time em busca do título do Campeonato Brasileiro, já que tinha um forte elenco à disposição, o mais badalado do país.

Mas após seis meses de trabalho, a expectativa não se confirmou. O Galo não disputa o caneco da competição nacional e tem pouquíssimas chances de ficar entre os três primeiros colocados, o que daria a classificação para a fase de grupos da Libertadores. Na Copa do Brasil, única chance de conquista na temporada (já que perdeu o Campeonato Mineiro para o América), o Atlético repetiu atuações que desagradaram ao torcedor e perdeu em casa para o Grêmio no primeiro confronto da decisão.

As principais críticas ao trabalho do treinador são quanto à desorganização do time, que tem dificuldade em se defender. A retaguarda alvinegra é a sétima pior do Brasileirão, com 48 gols sofridos em 36 jogos, uma média de 1,33 por partida. Apesar de ter chegado à finalíssima da Copa do Brasil, a equipe só venceu dois dos sete duelos disputados até agora no torneio, ante Juventude, no Mineirão, e Internacional, no Beira-Rio, e só não foi vazada diante do clube de Caxias do Sul.

Entre as oitavas de final e a semifinal, o Atlético sempre correu sério risco de não se classificar. Contra a Ponte Preta, conseguiu o gol da passagem aos 40 minutos. Diante do Juventude, avançou nas cobranças de pênalti. No duelo com o Inter, teve a vaga ameaçada até o fim da partida, quando os colorados pressionavam e, se fizessem um gol, eliminariam o time alvinegro.

Sob o comando de Marcelo Oliveira, o Atlético disputou 42 jogos, venceu 18, empatou 14 e perdeu 10, um aproveitamento de 68%.

FONTERádio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook