Dilma faz sua defesa no plenário do Senado

Brasília - A presidente afastada Dilma Rousseff faz sua defesa diante dos senadores durante sessão de julgamento do impeachment. ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Começou às 9h40 o quarto dia de julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment que enfrenta no Senado, acusada de crime de responsabilidade fiscal.

Depois de chegar ao Congresso Nacional acompanhada do cantor Chico Buarque e do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a petista foi conduzida ao plenário pelo presidente do Senado, Renan Calheiros.

Sentada do lado esquerdo do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, que comanda a sessão, Dilma já começou a discursar, inicialmente por 30 minutos. Esse tempo, segundo Lewandowski, será prorrogado pelo tempo que a petista achar necessário.

O presidente do Supremo esclareceu no início da sessão que parlamentares [inclusive deputados], convidados, servidores e pessoas credenciadas poderão acompanhar toda a sessão, mas sem fazer qualquer tipo de manifestação, contrária ou a favor da petista. Cartazes e faixas também estão proibidos e qualquer tumulto fará com que a sessão seja suspensa até que a ordem seja estabelecida.

Na fase de perguntas, as que não tiverem relação com o processo ou as que induzirem resposta, não serão admitidas.

Atualização

A presidente segue sendo interrogada pelo senadores, a expectativa é que julgamento seja realizado até amanhã (30), isso irá depender dos questionamentos do senadores pois a mesma não tem limite de tempo para as respostas.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook