Dois homens do Leste de Minas desaparecem em travessia para os Estados Unidos

Renato Soares de Araújo morador de Virginópolis (MG) e Márcio Pinheiro de Souza morador de Sardoá (MG) estão entre os desaparecidos. O Itamaraty ainda não sabe se os desaparecidos foram presos ou teve o barco naufragado.

Dezenove brasileiros que estavam nas Bahamas são considerados desaparecidos pelo Ministério das Relações Exteriores. De acordo com o Itamaraty, familiares informaram não conseguir mais contato com os parentes desde o dia 6 de novembro. A suspeita é de que os brasileiros viajaram em uma embarcação que teria naufragado na travessia das Bahamas, no Caribe, para os Estados Unidos, onde entrariam ilegalmente. Dois deles são da região do Vale do Rio Doce, Márcio Pinheiro de Souza morador de Sardoá (MG), Renato Soares de Araújo morador de Virginópolis (MG), cidades próximas a Governador Valadares (MG).

Oficialmente, o Ministério das Relações Exteriores não confirma que os brasileiros tenham entrado no barco para a travessia. À Agência Brasil, o Itamaraty informou que a embaixada brasileira em Nassau, nas Bahamas, e o consulado do Brasil em Miami, nos Estados Unidos, estão em contato com familiares e as autoridades caribenhas e norte-americanas na tentativa de localizar os desaparecidos.

O Itamaraty disse ainda não ter informações de que os brasileiros estejam presos, mas que essa possibilidade não pode ser descartada.

Comentários no Facebook