Edvaldo Soares nega ter oferecido dinheiro a vereadores para elegerem presidente da Câmara

O presidente do diretório municipal do PMDB em Governador Valadares, Edvaldo Soares postou uma nota na tarde desta terça-feira (21) negando as informações passadas em delação premiada por Jefferson Lima ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Jefferson contou em delação que Edvaldo Soares pretendia ser vice a chapa do PT juntamente com o pré candidato Leonardo Monteiro mas para isso teria que chegar a presidência da legenda e que isso só seria possível caso o vereador do PMDB na cidade, Doutor Marcílio fosse eleito presidente da Câmara, na delação ainda Jefferson conta que Edvaldo estaria disposto a oferecer uma alta propina aos vereadores para colocar Marcílio na presidência da Câmara Municipal.

Confira a nota na integra divulgada por Edvaldo Soares na qual ele nega as acusações:

“Antes de tudo, repudiamos os fatos inverídicos que tomamos conhecimento através de reportagem da Imprensa de forma surpresa.

Estou inteiramente à disposição do Ministério Público para esclarecer e prestar informações que forem necessárias.

Em relação ao possível delator, desde já adianto que não o conheço e não tinha relacionamento.

Sobre a eleição da Presidência da Câmara à época, bem como a eleição do Diretório do PMDB Municipal, destaco:

1 – O vereador Marcílio foi candidato à Presidência da Câmara sendo integrante do PMDB, tendo perdido a eleição. O vereador Marcílio, no âmbito interno do PMDB é meu opositor, como é de conhecimento público e notório, eis que é ligado/apoiador do atual Presidente do PMDB de Governador Valadares;

2 – Jamais ofereci ou pensei em oferecer valores a vereadores para eleição na Câmara;

3 – O delator afirma que meu interesse seria conseguir a Presidência do PMDB municipal, o que torna de uma vez por todas mentirosas as acusações, pois à época o Presidente do PMDB municipal era o saudoso Ronaldo Perim. Portanto a referida eleição no PMDB informada não existia, já que a tal eleição no PMDB só veio ocorrer após falecimento do ex-Presidente que se dera meses após eleição na Câmara. Importante frisar que a eleição do PMDB só ocorreu por causa do falecimento do seu Presidente;

4 – Quanto à possibilidade de ser candidato à vice-prefeito na chapa do PT local, a mesma já fora descartada há tempos e não passou de conjunturas políticas partidárias internas;

5 – Assim que me for oportunizado prestar esclarecimentos/contraditório, temos a certeza que tais fatos serão arquivados por ser de direito e justiça;

6 – Por último informo que já há algum tempo não sou mais pré-candidato a Prefeito nas próximas eleições;
Edvaldo Soares dos Santos”

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook