Lucas Pratto marcou o primeiro gol do jogo Foto: Cristiane Mattos/Estadão

O Atlético é o primeiro finalista do Campeonato Mineiro. A vaga na decisão foi garantida na tarde deste sábado com a vitória por 2 a 0 sobre o disciplinado e bom time da URT, no Independência, no jogo de volta da semifinal. O alvinegro tinha a vantagem de se classificar com o empate, mas procurou o gol durante toda partida e foi premiado. Lucas Pratto e Rafael Carioca fizeram os gols do triunfo.

Apesar da classificação, a partida serve de alerta para a sequência decisiva que o time terá pela frente. A equipe criou muito pouco e quase não conseguiu furar o bom esquema defensivo da URT. A vitória foi merecida, mas o time ficou devendo, especialmente na criação.

Com o dever cumprido, o Atlético espera o clássico entre Cruzeiro e América, neste domingo, para saber quem será o adversário da grande final. O primeiro confronto será no próximo domingo. Antes, o Galo tem o compromisso contra o Racing, quarta-feira, na Argentina, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Pressão

Defesa contra ataque. Assim pode ser resumido o primeiro tempo entre Atlético e URT. Mesmo com a obrigação de vencer, o time de Patos se posicionou no campo defensivo para atrair o Atlético e sair no contra-ataque.

O primeiro objetivo deu certo, uma vez que a retaguarda suportou bem as investidas do ataque alvinegro. Por outro lado, os homens de frente do time celeste não conseguiram encaixar o contra-ataque. O goleiro Victor praticamente não pegou na bola.

O resultado foi o Atlético no campo ofensivo praticamente durante todo tempo. Contudo, o domínio não foi transformado em chances claras de gol.

A primeira oportunidade com perigo ocorreu aos 37 minutos, numa cobrança de falta lateral de Dátolo que o goleiro Follmann rebateu. O Galo voltou a assustar nos minutos finais da etapa inicial, em cabeçada de Leonardo Silva e falta de Dátolo: 0 a 0.

Tenso

O segundo tempo começou tenso para os dois lados. O Atlético foi em busca do gol do alívio e a URT também se abriu para tentar a vitória. E quase conseguiu o  gol numa cabeçada de Ramos, aos 10 minutos. Victor salvou.

O Atlético respondeu aos 18 minutos. Robinho fez boa jogada individual pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para Lucas Pratto, que deu um carinho e isolou a bola. Foi a melhor chance do jogo até então.

O jogo estava no momento mais tenso para o Atlético quando o gol do ‘alívio’ saiu, aos 27 minutos. Douglas Santos cruzou na área, Dátolo desviou e Lucas Pratto deu uma voadora na bola para abrir o placar e tirar a pressão do Atlético.

O gol deu tranquilidade ao Atlético, já que a torcida estava impaciente, começava a vaiar o técnico Diego Aguirre e o time da URT vivia o melhor momento ofensivo da partida.

A URT ainda tentou o empate, mas o Atlético tinha o jogo controlado. Nos acréscimos, Pratto tocou para Rafael Carioca bater da entrada da área e fazer o segundo gol: 2 a 0 merecido.

Ficha técnica

ATLÉTICO 2 X 0 URT

Atlético:Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete (Cazares), Rafael Carioca, Júnior Urso e Dátolo (Clayton); Robinho (Hyuri) e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre

URT: Follmann; Alex Murici, Mauro Viana, Robinho e Rodrigo Crasso; Leandro Santos, Ramos,
Marcos Antonio (Leomir) e Carlos Magno (Rafael Magalhães); Kelvin (Gabriel Davis) e Baloteli. Técnico: Ademir Fonseca

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook