FMF pune Tricordiano por ameaça de morte a árbitro e fecha estádio de Três Corações

A Federação Mineira de Futebol (FMF) puniu o Tricordiano inabilitando o Estádio Elias Arbex, em Três Corações, para jogos oficiais de todas as categorias. A sanção imposta pela entidade está baseada no artigo 22 do regulamento específico do Campeonato Mineiro, que diz que um estádio pode ser fechado se for “registrado algum episódio de violência, ou falhas graves na estrutura”. Décimo colocado e com risco de rebaixamento, o Tricordiano, contudo, não terá mais jogos em casa nesta edição do Estadual. A última partida será contra o Atlético, no Independência.

Na partida do último sábado, o presidente do clube de Três Corações, Gustavo Vinagre, voltou a atacar a arbitragem. Derrotado no jogo diante do Tupi, o dirigente invadiu o gramado para cobrar o árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel, que relatou graves ameaças na súmula da partida.

Você acha que vai vim aqui e fazer resultado? Eu vou te matar! Eu sou bandido! Vou encher seu carro de bala! Você não sai daqui hoje! Você veio fazer resultado para a Federação. Você conseguiu tudo que você queria seu safado, ladrão!”, teria dito o presidente do Tricordiano, de acordo com relato do árbitro. Além de Vinagre, o supervisor de futebol do clube, Rachid Neto, teria tentado a intimidação. “Babaquice isso tudo! Vai tomar no c* seu safado, ladrão! Fazedor de resultado!”, relatou o árbitro.

A súmula do confronto pelo Campeonato Mineiro é tomada por observações do trio de arbitragem. Em dado momento, Gabriel Murta Barbosa disse que precisou ser protegido por quatro milicianos, além da Polícia Militar, pois corria sério risco com a fragilidade na segurança do vestiário da arbitragem.

“O vestiário ficou cercado por dezenas de policiais militares e ainda com a presença de quatro milicianos em seu interior junto de nós, a fim de se evitar qualquer problema maior do que os causados pelo presidente do clube, ou até mesmo pelas pessoas que este estava incitando contra nós e também os funcionários da Federação Mineira de Futebol”, relatou.

O Tricordiano pode receber punição ainda mais rigorosa da Justiça desportiva. Em contato com a reportagem, o procurado do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, Leonardo Barbosa, confirmou que oferecerá a denúncia contra os dirigentes do clube de Três Corações.

01 02 03

FONTESuperesportes
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook