Foto Carlos Cruz América MG

Após a intensa semana de treinamentos, os jogadores americanos finalizaram a preparação para mais uma ‘decisão no Campeonato Mineiro neste domingo, às 18h30, na Arena Independência. O técnico Givanildo Oliveira comandou a última atividade antes da concentração e, mais uma vez, deu ênfase às finalizações.

O treinador comandou o habitual “rachão”, que foi seguido por sessões de cobranças de faltas e pênaltis. Só depois, por volta das 11h30, o grupo seguiu para o Ímpar Hotel. Sabendo da necessidade de vitória, Givanildo destaca que a Comissão Técnica alertou os jogadores sobre os perigos do adversário. Experiente, Givanildo sabe que o Boa Esporte sempre proporciona jogos difíceis. E como agora o time de Varginha briga contra o rebaixamento no Estadual, sua expectativa é de um confronto muito complicado.

“Esse jogo nós temos que ganhar. Eles (jogadores) sabem disso, foi falado durante a semana toda e treinamos em cima disso. Eles também sabem que o Boa é sempre um adversário difícil, principalmente aqueles que já disputaram o Campeonato Estadual. Aqueles que chegaram agora também sabem disso, porque foi passado para eles. É uma equipe que marca bem, que está precisando muito do resultado. Então vai ser um jogo muito complicado”, enfatiza o treinador

No último jogo, o time venceu o Uberlândia por 1 a 0 e encerrou uma sequência incômoda de cinco jogos sem vitória. O jogo foi marcado pela mudança de esquema tático do Coelho, que atuou com três zagueiros. Givanildo Oliveira destaca que a mudança surtiu efeito não apenas pelo resultado, mas também pelo futebol apresentado em campo. Porém, o técnico cobrou durante toda a semana um melhor acerto na pontaria.

“Eu acho que deu certo (esquema 3-5-2) pelo volume de jogo, não foi só por ganhar. Pelo volume de jogo e pelo que nós criamos durante a partida. Nesse jogo passado nós tivemos o gol feito e ainda umas cinco ou seis chances claras e nós não conseguimos fazer. Se você faz o segundo gol já dá uma tranquilidade maior. Com 1 a 0 você poderia a qualquer momento sofrer o empate e nós ficamos até o último minuto tensos por isso. Passamos esse jogo, felizmente, e veremos agora contra o Boa”.

MATHEUSINHO

Uma das jovens promessas do elenco profissional do América é o meia Matheusinho, de 18 anos, que subiu para o time principal após a disputa da Copa São Paulo, em janeiro, a pedido do técnico Givanildo Oliveira.

O atacante foi convocado na sexta-feira para um período de treinos com a Seleção Brasileira Sub 20, entre os dias 10 e 15 de  abril. Para o técnico do Coelho, a convocação de Matheusinho é uma vitória para todos do Clube. O treinador também destaca que o jovem atleta se mostra “interessado” em ajudar o time e diz que a conquista do meia foi merecida.

“É ótimo. É um jogador do Clube, um jogador jovem e que está interessado. A prova é que ele entrou nos dois jogos e procurou o jogo, não se intimidou. Então, por isso e outras coisas que eles já fez antes, como quando disputou a Copa São Paulo, ele foi chamado merecidamente”, elogia o treinador.

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook