Greve: Delegados da Polícia Civil aprovam paralisação a partir do dia 20

Foto: Divulgação SINDEPOMINAS

Para ratificar uma decisão acerca da paralisação da categoria dos Delegados de Polícia, o SINDEPOMINAS reabriu a Assembleia Geral da Categoria e recebeu na tarde dessa sexta-feira, 17 de junho, 21 Delegados de Polícia. Após ouvir a manifestação dos presentes, foi aprovada por 16 votos a paralisação dos Delegados a partir da primeira hora do dia 20 de junho, segunda-feira, em sintonia com o que já fora deliberado essa semana por outras categorias da Polícia Civil. A paralisação se deve ao desrespeito e à desconsideração do Governo estadual em relação à Polícia Civil e à falta de tratamento isonômico entre as forças de segurança do Estado.

Após a deliberação, os Delegados presentes à AGE passaram a discutir e a definir também as ações paredistas, conforme art. 13 da Lei 7.789, de 29 de junho de 1998, necessário funcionamento de 30% (trinta por cento) dos serviços prestados à sociedade.

Veja as orientações repassadas pelo SINDEPOMINAS:

1) O SINDEPOMINAS esclarece aos Delegados que eles deverão permanecer em suas unidades de lotação nos horários normais de trabalho;

2) Orientamos aos delegados que encaminhem ofícios ao Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Militar, imprensa e órgãos afins, no intuito de informar sobre a paralisação, conforme art. 13 da Lei 7.783/89, encaminhando a Cartilha do SINDEPOMINAS;

3) O SINDEPOMINAS esclarece que enviou ofícios ao Governador do Estado, à SEDS, à Chefia da Polícia Civil, ao Tribunal de Justiça, ao Comandante-Geral da Polícia Militar e à Procuradoria-Geral de Justiça, informando sobre a paralisação dos serviços da Polícia Civil;

4) Notícias sobre a paralisação da Polícia Civil já foram veiculadas nos jornais “O TEMPO”, “Estado de Minas” e “Hoje em Dia” pelo SINDEPOMINAS. Os Delegados deverão dar entrevistas à imprensa escrita e falada em seus municípios de lotação;

5) Os Plantões serão regidos pelo movimento da estrita legalidade, ou seja, com o acompanhamento por parte do Delegado de Polícia de todas as oitivas e realização das diligências que a autoridade entender necessárias para o deslinde do caso. As ocorrências serão analisadas uma de cada vez, sendo que o próximo caso somente será resolvido após a conclusão do anterior;

6) O expediente funcionará no percentual de 30% (trinta por cento) da carga horária diária do Delegado de Polícia, ou seja, duas horas e quarenta minutos no período compreendido entre as 14 horas e 16h40min;

7) Os setores de trânsito e identificação no interior do estado, funcionarão no horário compreendido entre as 14 horas e 16h40min, na mesma forma do item anterior, sendo que os documentos só serão entregues a população às quintas-feiras durante o horário supracitado;

8) Em havendo necessidade, novas ações serão divulgadas pelo SINDEPOMINAS. Por isso, recomendamos acessar o site todos os dias;

9) Eventuais dúvidas durante a paralisação, favor manter contato telefônico através dos números Dr. Humberto Accioly (31) 99281-0639; Drª Silvia Raquel (31) 99281-0634, Aílson Santos (31) 99958-0384, Drª Míriam Galuppo (31) 99139-0291, Dr. Enri

FONTESINDIPOMINAS
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook