Grupo que atacou banco em MG pode ter cometido crimes em outras cidades da região

Pequenos municípios vêm sofrendo com uma sequência de crimes dessa modalidade na Região do Vale do Jequitinhonha. Nesta madrugada, ação foi em Ponto dos Volantes

Explosão aconteceu na madrugada desta quarta-feira (foto: Polícia Militar (PM) / Divulgação)

 

A organização criminosa que assustou os moradores de Ponto dos Volantes, no Vale do Jequitinhonha, na madrugada desta quarta-feira, com a explosão de caixas eletrônicos do Banco Bradesco, pode ter participação de outros ataques a agências bancárias da região. Pequenos municípios vêm sofrendo com uma sequência de crimes dessa modalidade. Esta última ação envolveu tiroteio entre os criminosos e policiais militares. Um soldado acabou ferido.

Segundo a PM, ao todo foram oito marginais envolvidos na ação, divididos em dois veículos, um Honda Civic branco, com placa de Sapeacu-BA e uma caminhoneta Fiat Strada prata, com placa de Ipecaeta -BA. Os carros foram abandonados e os criminosos fugiram em outro carro. Um morador contou que viu na cidade uma Blazer, com um homem e duas mulheres que são suspeitos de dar cobertura à quadrilha.

Segundo informações da Polícia Militar, pelo menos oito pessoas participaram da ação. Elas chegaram à agência da cidade, que tem pouco mais de 12 mil habitantes, por volta das 2h25, em dois carros: um Honda Civic branco, com placa de Sapeacu -BA e uma caminhoneta Fiat Strada prata, com placa de Ipecaeta -BA. Enquanto quatro homens encapuzados assaltavam o banco, outros quatro se posicionavam em frente ao quartel da cidade para atacar os policiais que saíam do local. No momento em que embarcavam na viatura, militares ouviram barulho de explosões e perceberam os tiros que estavam sendo disparados contra eles.

O soldado Juliano Teixeira de Oliveira, de 33 anos, foi atingido na perna. Outro militar chegou a revidar os disparos e arrastou o soldado ferido até os fundos do quartel. Mesmo ferido, ele acionou militares de outra companhia para a realização de cerco e bloqueio aos criminosos. Enquanto se abrigavam atrás da viatura, os policiais perceberam que quatro homens subiram a rua da igreja matriz com armas longas nas mãos.

Até o momento, ninguém foi preso. O Honda Civic e Strada foram abandonados na BR-116, quatro quilômetros depois de Ponto dos Volantes. Há suspeita de que os criminosos tenham trocado de veículos. A quantia levada não foi informada. Testemunhas informaram que uma Blazer, onde estavam um homem e uma mulher, pode ter dado cobertura ao bando.

20160504154419672712eAs buscas envolvem os 12 policiais militares do quartel, que ficou com marcas de tiros cravadas nas paredes. O soldado ferido foi atingido por um tiro de fuzil. Ele fraturou a tíbia e a fíbula e está internado no Hospital Jequitinhonha.

O episódio de hoje faz parte de uma sequência de ataques a bancos e explosões de caixas eletrônicos nos pequenos municípios do Vale do Jequitinhonha. Os ataques se intensificaram depois que, em dezembro, um bando armado roubou 25 quilos de dinamite de um garimpo na zona rural de Franciscópolis, na mesma região. Já foram atacados bancos de 15 cidades, como Caraí, Felisburgo, Rubim, Itinga, Comercinho, Padre Paraíso, Joaíma, Fronteira dos Vales e Virgem da Lapa.(RB)

Comentários no Facebook