GV terá Associação dos Profissionais Intérpretes das Línguas de Sinais

No dia 17 de junho (sábado), Governador Valadares ganhará uma nova associação pela causa da comunidade surda. A Associação dos Profissionais Intérpretes das Línguas de Sinais e Familiares de Surdos (Apilfas) terá sua fundação oficializada em uma cerimônia que acontecerá às 10h, no auditório da Faculdade de Direito Vale do Rio Doce (Fadivale), à rua Dom Pedro II, 244, Centro.

A Apilfas é resultado de um projeto pensado e elaborado desde 2014 por Leide Ramalho, militante da causa da comunidade surda e organizadora da Oficina Essencial para trabalho com surdos que também acontecerá na cidade na próxima semana, e que será ministrada por Marco Arriens, intérprete internacional.

Segundo ela, a Associação é importante para fortalecer a comunidade surda no respeito aos seus direitos, bem como para valorizar o profissional intérprete e fiscalizar o cumprimento de legislações, inclusive municipal, que asseguram a presença de intérpretes de Libras em todos os eventos de cunho público no município.

Oficina

A criação da Apilfas no sábado, 17, fechará uma semana de trabalhos na cidade. De 12 a 16 de junho, a Oficina Essencial para trabalho com surdos acontecerá no período das 13h30 às 17h e das 19h às 22h, na Fadivale. Inscrições ainda podem ser feitas pelo e-mail libras.goval@gmail.com ou pelo telefone (33) 98808-4670. O investimento para a participação da oficina é de R$200,00 para pagamento a vista e de R$250,00 para pagamento parcelado.

O CURSO

O curso terá conteúdos teóricos e práticos e o certificado de participação é reconhecido pelo MEC. Marcos Arriens é interprete internacional e um expoente no ensino da linguagem de libras no país. Já formou mais de 15,5 mil alunos intérpretes no Brasil e exterior. Ele avalia que no Brasil, são quase 10 milhões de surdos, e que não existem estatísticas exatas que ofereçam números de surdos e profissionais que conheçam realmente a cultura das comunidades surdas de forma a auxiliar os surdos a saírem da posição de analfabeto funcionais.

O curso é aberto para pessoas que já atuam como intérpretes, profissionais que lidam com a comunidade surda e também para aquelas pessoas que querem se iniciar na língua de sinais, como professores de ensino especial e regular, pedagogos, fonoaudiólogos, técnicos, familiares de surdos e comunidade em geral. Leide Ramalho, que tem o apoio da Prefeitura para o evento, destaca que um fato importante é que os participantes “não precisam saber Libras, no caso dos iniciantes”.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook