foto twitter do galo

O que era para ser o jogo mais difícil do Atlético no returno da Libertadores terminou com vitória avassaladora do Galo. Em confronto contra o Colo-Colo, na noite desta quarta-feira, o time do técnico Aguirre fez sua melhor partida na temporada e venceu por 3 a 0 com autoridade.

O triunfo deixou o Atlético na liderança isolada do Grupo 5 da Libertadores, com 10 pontos. O Independiente del Valle-EQU está em segundo, com sete pontos. O Colo-Colo tem cinco, enquanto o Melgar-PER não pontuou. O alvinegro precisa apenas de mais um ponto para se garantir nas oitavas da Libertadores, sem depender de outros resultados.

Cazares, mais uma vez, comandou o time brasileiro, que não teve problemas para se impor contra a equipe chilena, com a qual havia empatado na rodada passada. O equatoriano abriu o placar logo no primeiro minuto e Patric anotou o segundo aos 45 da etapa inicial. No segundo tempo, Hyuri fez o seu, selando a terceira vitória atleticana na competição. Nos minutos finais, Robinho entrou em campo, recuperado de problema físico. Mas teve desempenho discreto.

Na próxima rodada, o Atlético poderá selar a classificação diante do Independiente Del Valle, no Equador, no dia 6 de abril. Um dia depois, o Colo-Colo vai duelar com o Melgar, também fora de casa.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO 3 X 0 COLO-COLO

ATLÉTICO – Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Júnior Urso, Rafael Carioca e Cazares (Robinho); Patric (Hyuri), Lucas Pratto e Luan (Eduardo). Técnico: Diego Aguirre.

COLO-COLO – Justo Villar; Gonzalo Fierro, Julio Barroso, Claudio Baeza e Jean Beausejour; Esteban Pavez, Jorge Araya e Jaime Valdés (Javier Reina); Martín Rodríguez, Juan Delgado e Tonso (Andrés Vilches). Técnico: José Luis Sierra.

GOLS – Cazares, a um minuto, e Patric, aos 45 minutos do primeiro tempo. Hyuri, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Barroso, Luan, Rafael Carioca, Beausejour, Pavez.

ÁRBITRO – Juan Soto (Venezuela).

RENDA – R$ 1.704.100,00.

PÚBLICO – 21.201 pagantes.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

 

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook