Homem investigado na Operação Mar de Lama é preso após furtar dois relógios

 

Um homem foi preso após roubar dois relógios em uma loja no GV Shopping, na fim da tarde de segunda-feira. A “justificativa” para o crime foi que havia deixado a prisão recentemente, pelo crime de corrupção ativa, e que precisava de dinheiro. Os dois relógios custam juntos R$ 936.

Segundo a Polícia Militar, W.C.C.M., de 39 anos, natural de Itaobim e morador do bairro Vale Verde, chegou ao local do crime acompanhado de uma criança, que ele apresentou como sendo sua filha. Ele pediu que a vendedora mostrasse a garota alguns óculos de sol. Enquanto a vendedora atendia a menina, ouviu um estalo em uma estante onde ficavam guardados relógios. Quando a vendedora foi ver o que estava acontecendo, o homem deixou a loja com a garota, seguindo para outro estabelecimento.

Quando deu falta dos relógios, a vendedora chamou a gerente. Elas analisaram as imagens internas de câmeras de segurança da loja e identificaram as pessoas que haviam entrado na loja, e o homem era o principal suspeito. Com isso, seguranças do GV Shopping o procuraram e o encontraram em outra loja. Ele concordou em ir até o estabelecimento ver o que havia ocorrido, mas pediu aos seguranças para o esperarem pagar um produto que estava comprando na segunda loja. Ele se dirigiu ao caixa e, após alguns instantes, voltou dizendo que havia desistido da compra.

De volta à loja onde o crime ocorreu, o homem negou à gerente que houvesse roubado o estabelecimento. Depois voltou para a loja onde desistira da compra, e saiu rapidamente do shopping. Ao analisar outras imagens gravadas, por outros ângulos, a gerente encontrou uma que mostrava claramente o homem roubando os relógios. Eles desconfiaram que ele tivesse escondido os relógios na segunda loja e pediram à gerencia desta para analisar as imagens gravadas, que mostraram o homem escondendo algo em uma prateleira próximo ao caixa. Minutos depois, ele voltou, pegou os relógios e deixou o shopping. Mas não contava que a placa de seu veículo tinha sido anotada.

Foi então que a Polícia Militar entrou em cena. Com os dados do veículo, a PM foi até a casa do acusado, que atendeu à porta e acabou confessando o crime, já que havia provas robustas contra ele. Na casa do suspeito, a PM encontrou os relógios escondidos no guarda-roupa.

O homem tentou justificar o crime dizendo aos militares que havia deixado o Presídio havia uma semana, após cumprir prisão temporária por corrupção ativa. Ele é um dos investigados na Operação Mar de Lama, deflagrada pelo Ministério Público Estadual com o apoio de outros órgãos, mas acabou deixando a cadeia após pagar fiança de R$ 1 mil. Na Mar de Lama, ele havia sido denunciado por ser responsável por licitações questionáveis de várias empresas com a prefeitura.

Por ter roubado os relógios, acabou voltando para a delegacia, mas acabou libertado após pagar fiança.

Fonte: Diário do Rio Doce

FONTEDiário do Rio Doce
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook