Hospital Municipal em péssimo estado e servidora morta fazem parte de denúncia apresentada ao MP

Foi apresentada ao Ministério Público na última terça-feira(7) uma denúncia sobre as atuais condições do Hospital Municipal de Governador Valadares no leste de Minas Gerais, que provavelmente ocasionou na morte de uma funcionária por infecção bacteriana em Abril deste ano.

A servidora pública que narra os fatos na denuncia diz que além das más condições de trabalho, não estão sendo fornecidos aos funcionários materiais básicos de trabalho para a higienização de toda área hospitalar, tais como: Álcool, Sabão, Papel Higiênico e Copos Descartáveis são alguns dos materiais.

O relato da morte da funcionária em abril deste ano também é narrado na denuncia, segundo informações ela estava infectada por uma bactéria não identificada pelos médicos. Segundo as informações outra funcionária também do hospital está internada em estado grave no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) com os mesmos sintomas apresentados pela funcionária que faleceu há dois meses atrás.

Além disto, outros problemas tem sido enfrentados diariamente pelos servidores e assistidos do hospital. Um deles é o funcionamento do elevador que está há mais de 2 meses com defeito, o que vem dificultando o trabalho dos enfermeiros e funcionários de limpeza. Na sala de parto, os ar condicionados também não estão funcionando há algum tempo.

A Prefeitura Municipal de Governador Valadares emitiu a seguinte nota:                           “Até o momento, o Município não foi notificado pelo Ministério Público quanto à denúncia efetuada por servidora sobre as condições estruturais do Hospital Municipal. Reiteramos, no entanto, que o hospital dispõe de todo o material necessário para seu funcionamento. Além disso, não há qualquer relação entre a doença da paciente que veio a óbito e a paciente que se encontra internada. Esta se encontra internada com um quadro de pneumonia grave de origem não-hospitalar, portanto, adquirida em ambiente externo. Também não há qualquer evidência de surto no hospital.

Ressaltamos que nesta época do ano, os casos de doenças respiratórias são mais comuns. Além disso, o Hospital Municipal dispõe de um Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), que monitora, permanentemente, os registros de infecções tanto hospitalares quanto comunitárias (adquiridas fora do ambiente hospitalar). Júnia Ferrari é a médica infectologista responsável por este serviço.”

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook