Hospital Samaritano é credenciado para residência em otorrinolaringologia

O programa de Residência Médica está entre as prioridades estratégicas do Hospital Bom Samaritano (HBS) que desde 2014 é credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação (MEC) em cancerologia clínica, nefrologia e cardiologia e acaba de ser credenciado para iniciar em 2017 a residência em otorrinolaringologia com duas vagas.

O investimento do hospital nessa área visa ajudar a formar médicos nas principais especialidades da sua área de atuação em alta complexidade. “É uma vitória não só para a instituição, mas para Governador Valadares e região, uma vez que vai possibilitar a formação qualificada de profissionais e também a melhoria do atendimento, que já é referência em padrão de qualidade”, afirma Elvis Andrade, superintendente do HBS.

Para o coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme) em Valadares, médico Adhemar Figueiredo, esses dois anos foram suficientes para solidificar os programas já credenciados e identificar a aptidão do Hospital Bom Samaritano em outras áreas passiveis
de implantação de novos credenciamentos. “Neste ano preparamos o credenciamento da residência em otorrinolaringologia que foi aprovado na Plenária da CNRM-MEC dia 14 de dezembro e agora temos a quarta residência oferecida pelo Hospital Bom Samaritano”, explica Figueiredo.

O credenciamento por parte da CNRM-MEC foi oficializado após ser examinado e aprovado parecer dos vistoriadores enviados ao Hospital Bom Samaritano em novembro, que recomendou, sem ressalvas, a implantação da residência. Os médicos responsáveis pela avaliação aprovaram a estrutura, o corpo clínico, bem como os programas de residência já colocados em prática e apresentados pela instituição.

A residência de otorrinolaringologia terá como coordenador o otorrinolaringologista Amarildo Costa Nunes que, juntamente com uma equipe multidisciplinar, irá conduzir os três anos de especialização em modelo de Residência Médica. O Hospital neste momento está preparando as grades curriculares e os estágios para oficializar a data que será iniciada a residência.

Foram aprovadas duas vagas/ano e assim que for lançado o edital do processo seletivo, as vagas poderão ser disputadas por candidatos de todo o país.

Comentários no Facebook