Inspeção Sanitária aponta que não houve surto de bactéria no Hospital Municipal

O relatório de Inspeção Sanitária realizada no Hospital Municipal pela equipe de especialistas da Secretaria Estadual da Saúde, que são Autoridade Sanitária, concluiu que “Os óbitos não foram decorrentes de infecção relacionada à assistência à saúde por microrganismos multirresistentes…”, o que significa que as mortes ocorridas no Hospital não foram ocasionadas por nenhuma superbactéria de origem hospitalar, conforme já indicava o relatório do próprio Serviço de Controle de Infecção Hospitalar / Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH/CCIH), do HM.

O órgão estadual de Saúde já encaminhou o documento ao Promotor de Justiça que foi quem solicitou a inspeção ao Estado. No relatório consta ainda a real causa das mortes investigadas, tendo sido uma delas por Doença de Chron e outra por pneumonia bacteriana. Foram investigadas também as internações de funcionários do serviço de limpeza que também não estiveram relacionadas a bactérias; apenas um caso foi associado à alergia a produto químico.

O relatório põe fim a acusações e suspeitas levantadas por membros do Sinsem e amplamente divulgadas, o que chegou a causar até pânico na população, embora os órgãos de controle do HM tenham tomados as providências devidas e desmentido as informações.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook