Juiz federal do DF suspende posse de Lula na Casa Civil

Ex-presidente participou de cerimônia ao lado da presidente Dilma Rousseff. Posse ocorre um dia depois serem divulgadas conversas telefônica de Lula.

Uma decisão da Justiça Federal de Brasília determinou nesta quinta-feira (17) a suspensão do ato de nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff.

A decisão é do juiz Itagiba Catta Preta Neto, da Justiça Federal de Brasília, por entender que há indícios de cometimento do crime de responsabilidade.

A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União” às 19h de quarta, mesmo dia em que o petista aceitou assumir a pasta, após encontro com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Alvorada.

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, informou que o governo federal irá recorrer ainda nesta quinta da decisão que suspendeu a posse.

Segundo ele a inciativa não tem amparo legal, porque outro magistrado já estaria cuidando do processo. “Estamos tomando o conhecimento da situação para poder recorrer ainda hoje”, disse o ministro.

POSSE DO EX-PRESIDENTE

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse como novo ministro-chefe da Casa Civil na manhã desta quinta-feira (17) em uma cerimônia no Palácio do Planalto.

O Ex-presidente assinou o termo de posse logo depois da presidente Dilma Rousseff e foi aplaudido pela plateia, formada, em grande parte, por ministros e políticos da base aliada. Em seguida, o deputado Major Olímpio (SD-SP) gritou a palavra “vergonha”. Ele foi detido pelos seguranças do palácio e vaiado pelos presentes.

A posse ocorreu um dia após o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em primeira instância, retirar o sigilo sobre ligações do ex-presidente Lula interceptadas com autorização judicial.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook