Má fase do Galo: Fred defende Roger e diz que atletas devem dividir responsabilidade

Um começo de Campeonato Brasileiro desastroso empurrou o Atlético para a zona de rebaixamento da competição. Em sete rodadas, o time somou apenas seis pontos, em 21 disputados – aproveitamento de 28,6%. Após a derrota para o Atlético-PR, no Independência, o técnico Roger Machado foi um dos mais cobrados por torcedores. Fred, que não atuou contra os paranaenses, saiu em defesa do treinador. Para o atacante, a maior parcela de culpa pelo mau momento da equipe deve ser assumida pelos jogadores.

“O menos culpado é ele (Roger Machado). É hora de somar força e dividir responsabilidade, principalmente entre nós jogadores. Temos aqui, Victor, eu, Léo, Fábio Santos, Elias, Robinho, Marcos Rocha, todos vitoriosos dentro do Galo e na carreira. São jogadores que se cobram. Essa responsabilidade tem de ficar para a gente. Não tem que jogar na conta dele. Tivemos desfalques, mas são situações que ninguém vai olhar para isso. A comissão técnica tem que se desdobrar. A gente vê jogadores machucando de uma hora para outra. Estamos nos unindo”, disse Fred.

Segundo o atacante, o Atlético deve concentrar as forças para sair da incômoda posição na tabela do Campeonato Brasileiro. Ele voltou a falar em responsabilidade dos atletas.

“É hora de somar forças e dividir responsabilidades, principalmente nós jogadores que entramos em campo, todos os jogadores. Temos que bater no peito e assumir. Lembro que no ano passado, eu cheguei na sétima rodada, perdemos o jogo e entramos no Z-4. Depois tivemos mais uns dois resultados não muito bons, mas em seguida tivemos uma arrancada e entramos no G-4. O início está ruim. Temos que ter humildade de entender que precisamos melhorar para primeiro sair lá de trás, sabendo que o nosso lugar é lá em cima”, disse.

O calendário do futebol brasileiro tem prejudicado a preparação do Atlético, que usa o intervalo entre as partidas mais para recuperar os jogadores que para treinar o time. Porém, para Fred, isso também não pode servir de desculpas, já que muitas equipes passam pelo mesmo drama e conseguem resposta positiva em campo.

“Está complicado para todo mundo, não pode servir de desculpa só para a gente. O Roger tem mostrado vídeos, tem conversado. Às vezes, é necessário a prática, mas nao estamos tendo esse tempo. Temos que nos adaptar. Talvez tenhamos duas equipes no Brasil jogando bem. O resto está sofrendo. Só que, além de sofrer, a gente não está sabendo nem ganhar feio”, disse Fred.

Fonte: EM

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook