Foto: Bruno Cantini/Atlético

A tradicional entrevista coletiva de sexta-feira do técnico no Atlético foi antecipada para esta terça para a imprensa explorar alguns assuntos com Marcelo Oliveira. Anunciado na última sexta, o treinador concedeu a primeira entrevista na Cidade do Galo e falou sobre alguns assuntos, como a volta da concentração e a necessidade de reforços devido aos desfalques para seleções. E pelo fato de ter 11 baixas, o comandante evitou definir o time que enfrenta o Grêmio, nesta quinta-feira, às 21h, no Independência, pelo Brasileirão.

Abolida por Levir Culpi em agosto de 2014, a concentração retornou parcialmente com Diego Aguirre neste ano – somente nas partidas mais importantes –, mas estará de volta na gestão de Marcelo Oliveira.

“Volta a concentração. Ela não é extensa, é de um dia para o outro. Há alimentação e questão do sono, e também processo de conversa, trazer jogador para falar. Esse será o procedimento”, afirmou.

Devido aos desfalques, por conta de lesões e de atletas convocados para a Copa América, Marcelo Oliveira avisou que pediu de dois a três reforços para a diretoria. O treinador evitou falar de posições, mas sabe-se que uma delas é um centroavante, comentado por ele mesmo após o empate com o Atlético-PR, em Curitiba. Um lateral-esquerdo e um zagueiro devem ser as outras prioridades.

“Não é carência, mas necessidade em função de ausência. Contusões virão, alguns ficarão fora e outros serão assediados. São dois ou três que acho que tem necessidade, mas tratamos internamente”, disse.

Em relação ao time para quinta-feira contra o Grêmio, Marcelo Oliveira preferiu não antecipar a escalação devido aos vários desfalques e a equipe só será divulgada nos vestiários do Independência. Para esta partida, o Atlético não poderá contar com 11 jogadores.

“Estamos estruturando o time. Fizemos trabalho de marcação e posicionamento. Gostei muito, mas não defini o time. Como existe possibilidade de mudar posições, o time será escalado no estádio. Será uma decisão para o adversário, que pode ter alguma dúvida, embora isso não ganhe jogo”, ressaltou.

FONTERadio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook