Minas Gerais: Vacinação contra gripe somente para público-alvo da campanha

O Ministério da Saúde decidiu, na última sexta-feira (2), disponibilizar a vacina contra a gripe para toda a população. Entretanto, em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou, nesta segunda-feira (5), que a recomendação aos municípios é que a vacinação seja mantida somente para o público-alvo da campanha.

De acordo com o Ministério da Saúde, a medida foi tomada porque, neste ano, o público-alvo da campanha procurou menos os postos de saúde e, por isso, ainda há um estoque de vacinas. Até esta segunda, segundo a secretaria, a campanha havia imunizado cerca de 81,22% dos grupos prioritários em Minas. A meta é 90%. O prazo para vacinação foi prorrogado até sexta-feira (9).

Segundo a SES, estado tem mais de 20 milhões de habitantes e, portanto, uma eventual ampliação de públicos depende do envio de doses extras. No momento, Minas dispõe de cerca de 1,6 milhões de doses, conforme a secretaria. Com a ampliação da oferta da vacina da influenza não será possível atender toda a população mineira, informou a SES por meio de nota.

A secretaria informou ainda que a meta foi alcançada no grupo de indígenas e puérperas, com 100,35% e 90,73%, respectivamente. Os demais grupos estão com baixa cobertura vacinal, sendo as gestantes, com 65,56%, crianças com 66,76%, professores com 83,67%, trabalhador de saúde, com 84,53%, e idoso, 87,18%.

Dos 853 municípios mineiros, 334 alcançaram a meta de 90% nos grupos prioritários, conforme a SES. Por telefone, assessoria da secretaria acrescentou que as prefeituras têm autonomia para decidir sobre ampliação de oferta de doses.

As doses da vacina estão disponíveis para o público-alvo nos postos de saúde em todo o país. A imunização protege contra os três sorotipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano: H1N1, H3N2 e Influenza B.

Veja quem recebe a vacina pelo SUS

• Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)

• Gestantes

• Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto)

• Idosos (a partir de 60 anos)

• Profissionais da saúde

• Povos indígenas

• Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional

• Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade

• Professores de escolas públicas ou privadas

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook