Na corda bamba! Diretoria do Cruzeiro se reúne com comissão técnica e dá sobrevida a Deivid até domingo

A trajetória de Deivid como treinador do Cruzeiro poderá ter um ponto final neste domingo. A diretoria admite que o resultado do jogo contra o América, na semifinal do Campeonato Mineiro, será determinante para o futuro do ex-atacante na Toca da Raposa.

“A gente não pode falar sim ou não (se Deivid será demitido caso o Cruzeiro não elimine o América). Todos vivem de resultados, principalmente no futebol profissional. Não esperamos colocar pressão dessa na comissão e em jogadores. É claro que esperamos bom jogo, passar e chegar às finais”, afirmou o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin.

“Não posso colocar pressão no treinador na coletiva. Mas todos nós do futebol, se não gostam de pressão, não podem trabalhar no futebol profissional. É claro que pressão existe. Temos de trabalhar com essa pressão”, acrescentou o dirigente.

Depois de perder o primeiro jogo da semifinal para o América, por 2 a 0, o Cruzeiro precisa vencer a partida de volta, neste domingo, por dois ou mais gols de diferença. Vicintin afirmou que o momento é “de separar homens de meninos”.

O vice-presidente ressaltou que a troca de treinador antes da partida contra o Coelho poderia configurar uma desistência da possibilidade de chegar à final do Mineiro. “Trocar treinador a três dias de jogo decisivo seria precipitado. Oscilações são normais, a gente entende e assume toda a responsabilidade. Não estamos satisfeitos, mas temos de esperar o fim do trabalho. Por mais que peçam para demitir treinador, seria praticamente entregar pontos num campeonato que acreditamos ainda ter chance de reverter”, disse.

Em 16 jogos nesta temporada, o Cruzeiro venceu 10, empatou quatro e perdeu dois. Bruno Vicintin destacou que o bom aproveitamento não é suficiente para satisfazer a torcida e dirigentes. “Em termos de números, é um trabalho de bons números. Mas vamos avaliar ao fim do campeonato. O Cruzeiro não entra por boas campanhas, entra para ser campeão. A gente espera não sendo campeão que jogue como a torcida quer ver”, observou.

Reunião com jogadores e comissão

Nesta quinta-feira, o vice-presidente de futebol Bruno Vicintin e o diretor de futebol Thiago Scuro se reuniram com jogadores e comissão técnica. A cúpula cruzeirense cobrou melhores atuações. Além de perder para o América por 2 a 0, o Cruzeiro empatou com time misto do Campinense, na estreia da Copa do Brasil.

“Fizemos reunião com comissão e, depois, com jogadores. Detalhes da reunião são internos. O que discutimos lá dentro fica lá dentro. Mas foi conversa boa, em que mostramos que temos de melhorar. Esperamos que surta efeito”, explicou Vicintin. “Essa conversa de hoje, posso falar pouco dela. Foi uma conversa de um vice-presidente cruzeirense e diretor que sabe da grandeza do clube com jogadores que têm de entender e entendem essa grandeza”, complementou.

FONTESuperesportes
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook