Pai é preso por colocar bebê à venda em site de compras

Os familiares do bebê são moradores de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mas acabaram presos em Ibirité, também na Grande BH

O pai da criança que foi colocada à venda em um site comercial foi preso pela Polícia Civil nesta terça-feira. O homem, de 24 anos, afirmou, em depoimento, que tudo não passou de uma brincadeira. Porém, ainda será investigado para saber se realmente não queria vender o recém-nascido. O caso tomou repercussão depois que o anúncio foi divulgado.  A mãe do bebê e mulher do homem, a princípio, não tem participação no caso.

(foto: Reprodução internet)
(foto: Reprodução internet)

No anúncio, o homem descreve a criança e não estipula um valor. “Vendo lindo bebê com 10 dias de vida, homem lindo com saúde total e comprovada. Ótimo investimento. Valor a combinar”, diz o anunciante, identificado apenas pelo nome Abimael. A publicação é acompanhada de uma galeria com cinco fotos da criança. A localização é o Bairro Tropical, em Contagem. Nesta terça-feira, não é possível acessar o anúncio diretamente pelo site, mas a mensagem foi armazenada em cache na internet.

Mesmo alegando ser brincadeira, o homem foi preso em flagrante (foto: Marcos Vieira/EM)
Mesmo alegando ser brincadeira, o homem foi preso em flagrante (foto: Marcos Vieira/EM)

“A Polícia Civil foi alertada pelo anúncio na madrugada de hoje e imediatamente os policiais de plantão iniciaram as apurações. Logo no começo da manhã, já estávamos na casa do suspeito na Rua 23, no Bairro Tropical. Só que ele e a mulher não estavam lá”, contou o delegado Pedro Henrique Vieira, da 3ª Delegacia Polícial de Contagem. A Polícia Militar foi alertada sobre o anúncio por mais de uma pessoa que acessou o site e pediu aos denunciantes que informassem o caso à Polícia Civil, que é a responsável por investigar.

De acordo com o delegado Vieira, foram realizados levantamentos para localizar o homem que tinha ido para a casa da sogra em Ibirité. “As 9h30 já tínhamos a localização dele e a certeza de que a criança estava bem. Ele disse que tudo se tratou de uma brincadeira e que não imaginava essa repercussão. Mas, mesmo assim, apuramos toda a situação constando que a mulher dele não tinha qualquer participação”, disse o delegado Pedro Vieira. De acordo com o  policial, o acusado afirmou que não tem mais o telefone que usou o número no site, ficando impossibilitado de confirmar se surgiram pessoas interessadas no negócio ilícito.

Polícia encontrou a roupa utilizada pelo bebê no anúncio veiculado na internet (foto: Marcos Vieira/EM/)
Polícia encontrou a roupa utilizada pelo bebê no anúncio veiculado na internet (foto: Marcos Vieira/EM/)

Os familiares do bebê, que na verdade tem 15 dias, são moradores de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mas acabaram presos em Ibirité, também na Grande BH. O jovem e a companheira dele foram levados para a 2º Departamento de Contagem onde foram ouvidos. O delegado disse que inicialmente ele negou que fez o anúncio, mas, posteriormente foi encontrada na caixa de e-mail da mulher a confirmação que tinha feito. “A mulher demonstrou indignação”, contou. Abimael será encaminhado para o Centro de Remanejamento Prisional (Ceresp) Contagem.

Mesmo alegando ser brincadeira, o homem foi preso em flagrante. Ele vai responder por dois crimes previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Pelo artigo 238, por prometer ou efetivar a entrega do filho para terceiro mediante paga ou recompensa, e pelo artigo 232, por submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento. Se condenado, ele pode pegar até seis anos de prisão.

Em nota, a OLX lamentou o ocorrido e informou que assim que identificou o anúncio indevido o removeu imediatamente de sua plataforma. A empresa reforça que repudia esse tipo de conteúdo e que o caso mencionado viola os termos e condições de uso da plataforma. Disse, ainda, que está à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário e informa que disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios.

 

FONTEEstado de Minas
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook