Ramón Ábila, no jogo entre, Botafogo e Cruzeiro, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ), pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Alexandre Loureiro

Todo mundo sabe que o Cruzeiro tem encaminhada a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Mas poucos têm conhecimento de que o clube celeste nunca sofreu quatro gols no Mineirão na história do torneio eliminatório, retrospecto que torna ainda mais complicada a missão do Botafogo nesta quarta-feira, às 21h45, pelo duelo de volta das oitavas de final.

Com a goleada por 5 a 2 no jogo de ida, no Rio de Janeiro, o Cruzeiro poderá perder por até 3 a 0 diante de sua torcida no Gigante da Pampulha que mesmo assim avança de fase. Só uma vitória do Botafogo por quatro gols de diferença (4 a 0 ou 5 a 1) ou um triunfo carioca por três gols de vantagem desde que marque acima de seis (6 a 3, 7 a 4 e assim por diante) elimina os mineiros.

Todos os jogos que disputou até hoje em Belo Horizonte na Copa do Brasil, a Raposa levou, no máximo, três gols. Mesmo assim, nas três partidas, o time azul balançou as redes duas vezes.

Em 2002, o Cruzeiro foi derrotado no Mineirão pelo Corinthians por 3 a 2, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Quatro anos depois, a Raposa perdeu para o Fluminense no estádio pelo mesmo placar, em duelo válido pelas quartas de final do torneio. E na temporada passada, o time celeste entrou diretamente nas oitavas por ter disputado a Libertadores, mas levou três gols do Palmeiras diante da China Azul e caiu por 3 a 2.

FONTERadio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook