Polícia Civil investigará mortes de servidoras do Hospital Municipal de Valadares

Duas servidoras do Hospital Municipal morreram nos dois últimos meses. Investigação vai identificar se mortes foram causadas por bactéria resistente.

Promotor investiga causa da morte de servidoras do Hospital Municipal (Foto: Zana Ferreira/ G1)

O Ministério Público acionou a Polícia Civil de Governador Valadares nesta terça-feira (14) para investigar a morte de duas servidoras do Hospital Municipal de Governador Valadares. Uma delas foi enterrada na tarde desta terça-feira e a causa da morte foi registrada como pneumonia, mas o MP quer investigar o boato que corre nas redes sociais de que as duas mortes teriam sido provocadas por uma bactéria multirresistente.

“Nós estamos juntando as provas que nós temos, algumas postagens na internet, algumas declarações de parentes das pessoas envolvidas e instauramos uma investigação. Eu acabei de conversar com o dr. Rômulo Quintino, chefe de Polícia Civil, para que ele auxilie o MP com um inquérito policial para apurar exatamente porque ocorreram essas duas mortes. A PC vai entrar no caso a partir de amanhã e vamos tentar acompanhar da melhor forma possível, conferir a documentação, ouvir testemunhas, para poder falar o motivo da morte dessas pessoas”, afirmou o promotor Lélio Braga Calhau.

Ele também enviou petição nesta terça-feira ao presidente da Câmara Municipal de Governador Valadares pedindo que a casa legislativa fiscalize o serviço público prestado no Hospital Municipal. O promotor ainda solicitou fiscalizações por parte do Conselho Regional de Medicina e da Vigilância Sanitária Estadual, para que os documentos produzidos por esses órgãos sejam anexados na investigação.

Dulce Costa, diretora do Sindicato dos Servidores Municipais de Governador Valadares (Sinsem-GV), afirma que o órgão também está acompanhando a situação e que, ao menos, outros cinco servidores do hospital estão afastado por problemas de saúde que podem estar relacionados com as duas mortes já registradas.

“Nós procuramos o centro de controle interno de infecção hospitalar e foi dito que está sendo feito um levantamento com todos os pacientes afastados. Eles estão sendo reavaliados e vão fazer um estudo mais aprofundado para saber a real situação de todos eles, para saber se é uma bactéria, um vírus ou outra coisa. O que se tem de notório é que as condições higiênicas são péssimas, justamente por falta de tudo, porque não se tem sabão, papel higiênico, papel toalha e uma série de coisas que tem faltado”, denuncia a diretora do sindicato.

A Prefeitura de Governador Valadares emitiu comunicado afirmando que “não há evidência de qualquer surto no hospital”, ressaltando que casos de doenças respiratórias são mais comuns nessa época do ano e que o Hospital Municipal possui setor que monitora permanentemente os registros de infecções ocorridas dentro da unidade de saúde.

FONTEG1
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook