Preso por abusar, matar e arrancar coração de criança de 10 anos confessa autoria do crime

Foto: Alex de Jesus/O Tempo

Procurado, desde a última quinta-feira (2), quando o corpo de Raiane Aparecida Cândida Costa, 10, foi achado sem o coração, o suspeito Jairo Lopes, 42, foi preso na manhã desta quarta-feira (8). O crime ocorreu em Buenopólis, na região Central do Estado. Na Delegacia de Polícia Civil de Curvelo, para onde o criminoso foi levado, ele confessou ter estuprado, matado a menina e arrancado o coração dela.

“Eu não queria ter feito isso não. Mas aconteceu que ela morreu, né? Por mais que eu explique, as pessoas não acreditam na gente. Não tem como eu explicar o motivo. Não tem como. Eu peço desculpas, mas ninguém perdoa não”, afirmou o suspeito.

Foto: Alex de Jesus/O Tempo
Foto: Alex de Jesus/O Tempo

Ainda segundo a Polícia Civil, Lopes contou que enterrou o coração da menina perto da casa dela. Ele disse ter cometido o crime porque ficou sabendo que a família da vítima teria dinheiro. O suspeito disse que saiu com a menina a princípio para fazer uma chantagem com a família, porém ele estrangulou Raiane estuprou a menina, pegou uma faca e arrancou o coração dela. Segundo a polícia, ele pode ter retirado órgão para fazer magia negra.

Ao todo, Lopes confessou ter cometido três estupros , dois homicídios e dois roubos. Ele estava foragido há três anos.  A Polícia Civil vai nesta tarde para o local onde ele enterrou o órgão. Segundo a polícia o suspeito será indiciado por estupro qualificado e ocultação de cadáver.

Do lado de fora da delegacia, a população faz protesto e pede Justiça.

Suspeito tinha negado crime para a Polícia Militar ao ser preso

Para a Polícia Militar ele negou que tivesse cometido o crime. De acordo com o subcomandante do 42° Batalhão da Polícia Militar de Curvelo, Major Savio Lemos, a prisão do suspeito ocorreu por volta das 8h40 da manhã. Jairo Lopes foi encontrado por funcionários de uma fazenda na zona rural da cidade.

“Ele falou que a mulher mandou ele embora de casa. Não assumiu a autoria do crime. Ele nega”, completou o subcomandante Savio Lemos. Ainda segundo o comandante a polícia foi acionada por funcionários da fazenda. “Eles o encontram no campo, fugindo. Cerca de 15 pessoas estavam trabalhando na propriedade que é enorme. No entanto, eles já estavam informados que o suspeito estava rondando a região. A PM já tinha passado fotos do Jairo para os lavradores. Hoje, eles viram uma pessoa diferente nas pastagens. O suspeito chegou a se esconder no meio da vegetação, mas foi encontrado. Os populares precisaram empenhar força física para contê-lo, porque ele ofereceu resistência”, contou o militar.

O cabo Rondinele Veloso da 14° Cia Independente de Meio Ambiente e Trânsito que estava empenhado na ocorrência destacou ainda que populares quiseram linchar o suspeito.  “Alguns funcionários da fazenda estavam a cavalo e outros na carroceria de um caminhão. Muitas pessoas se aglomeraram, na ocasião, e queriam linchar o suspeito, mas conseguimos impedir. Na hora que foi pego, ele tentou fugir dos populares, mas acabou sendo amarrado por um vaqueiro”, explicou o cabo.

Ainda conforme o subcomandante, 40 homens estão empenhados neste momento na ocorrência. A guarnição está em frente à Segunda Delegacia Regional de Curvelo, no Centro da cidade. Foi preciso isolar a área, pois curiosos estão na porta da Delegacia. Durante a semana, 150 militares estavam empenhados nas buscas na zona rural de Curvelo. “Foi crucial manter as pessoas informadas da presença do suspeito na região”, finalizou o subcomandante.

Com informações de  Nathália Lacerda e Fernanda Viegas do Jornal O Tempo.

COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook