Foto divulgação internet

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira, na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), definiu os detalhes da venda de ingressos para a torcida do Cruzeiro no clássico contra o Atlético, domingo, às 11h, no Independência. A carga total de bilhetes para a partida, válida pela nona rodada do Campeonato Mineiro, é de 22.529.

Os torcedores do Cruzeiro terão direito a 1.840 ingressos (8,17% da carga total) para o Portão 8 (Bloco Ismênia Tunes) ao preço de R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia-entrada). A venda acontecerá nesta quinta-feira, das 10h às 18h, e no sábado, das 9h às 13h, somente no ginásio do Barro Preto. Como na sexta-feira é feriado, as bilheterias ficarão fechadas.

O Cruzeiro informou que a venda na quinta-feira será exclusiva para os sócios do futebol de todas as categorias que estejam em dia com as mensalidades. Cada associado poderá comprar até dois bilhetes. O clube informa ainda que, para fazer a aquisição, o torcedor deverá estar com sua carteira de identidade e com o cartão de sócio em mãos. Caso a carga de 1.800 ingressos não se esgote na quinta-feira, os não-sócios poderão comprar as entradas no sábado, também nas bilheterias do Barro Preto.

Para fazer a segurança da área externa do Independência neste domingo serão convocados 400 policiais.

Sem acordo

Em caso de novo encontro na fase final do Campeonato Mineiro, Atlético e Cruzeiro não entraram em acordo para disponibilizar ingressos para as torcidas visitantes nos dois jogos. A diretoria do clube alvinegro queria que o rival assinasse um termo para oferecer os mesmos 8,17% no Mineirão caso as duas equipes voltem a se enfrentar na semifinal ou na final do Estadual. A Raposa negou alegando que a capacidade do estádio dependerá de um laudo atualizado pela Polícia Militar.

COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook