Alan Ruschel é recebido por funcionários da Chapecoense no gramado da Arena Condá (Foto: Reprodução SporTV)

Após a coletiva da manhã deste sábado, na Arena Condá, onde reforçou o desejo de voltar a jogar futebol, Alan Ruschel fez questão de ir até o gramado do estádio. Emocionado, o lateral cumprimentou todos os funcionários da Chapecoense e os amigos que estavam presentes ao local. Alan estava acompanhado da mãe Loreni da Silva Ruschel e da noiva Marina Storch.

Alan Ruschel foi ao gramado da Arena Condá ao lado da mãe e a noiva (Foto: Reprodução SporTV)
Alan Ruschel foi ao gramado da Arena Condá ao lado da mãe e a noiva (Foto: Reprodução SporTV)

Primeiro sobrevivente do acidente da Chape a ter alta, Alan disse que vai se esforçar ao máximo e seguirá todas recomendações médicas para voltar aos gramados o mais rápido possível. O prazo de seis meses estipulado pelos médicos tem a ver com a cicatrização da lesão na coluna. Ele já pensa em ambientar os novos jogadores que chegarão ao clube.

– Estava indo pra um jogo, tu não sabe o que vai acontecer daqui a 10 minutos. O que eu levo da lição é viver a vida, aproveitar a vida e fazer o bem. O que os médicos fizeram por mim durante esses dias não tem explicação. Espero voltar e levar o ambiente de antes pra dentro do vestiário pros próximos atletas que chegarem.

Durante a coletiva, ele se emocionou ao lembrar de detalhes do voo e do convívio com os companheiros que faleceram. Alan Ruschel destacou o bom ambiente entre jogadores, comissão técnica e dirigentes da equipe catarinense.

– A Chapecoense era mais que um time, tínhamos uma família realmente. No dia do jogo com o Palmeiras, eu estava conversando com o Anderson Paixão e falamos disso. Eu falei que nos últimos três meses foram muitos jogos, ficávamos mais tempo juntos do que com a família. Eu falei que era verdade, por isso que estávamos chegando onde estávamos. A gente tinha união forte, éramos unidos, além de colegas de trabalho, éramos amigos. É isso que levou e vou levar da Chapecoense.

A surpreendente recuperação de Alan Ruschel teve seu ápice às 16h21 de sexta-feira, quando o jogador deixou o hospital da Unimed, em Chapecó, a caminho de casa. O lateral-esquerdo é um dos seis sobreviventes da queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense, além de jornalistas e tripulantes, e deixou 71 mortos no dia 29 de novembro.

FONTE SporTV.com
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook