SAAE alerta sobre paralisações no abastecimento de água na cidade para obras de melhoria no sistema de tratamento

A partir da próxima semana, os valadarenses vão precisar economizar água. É que a cidade passará por um período de racionamento, que afetará diretamente o cotidiano das pessoas, e que não tem nenhuma relação com o período da seca. A medida se deve às obras de melhoria no tratamento da água, como parte do Plano de Emergência para o período chuvoso.

Do dia 25 de outubro (próxima terça-feira) até o dia 15 de novembro, a ETA do Vila Isa passará a distribuir 11 milhões de litros de água por dia. O normal é a distribuição diária de 15 milhões de litros. Portanto, a ETA terá a sua vazão reduzida em 26%, o que representa quatro milhões de litros de água/dia a menos.

Na ETA Central, a diminuição da vazão tem início no dia 29 de outubro e se estende até 15 de novembro. Nesse período, serão distribuídos 50 milhões de litros de água diariamente, quando o normal são 80 milhões de litros/dia. Isso representa uma redução da vazão em aproximadamente 37%.

Ressalta-se que, excepcionalmente no domingo,  dia 30 de outubro, haverá uma paralisação total da ETA Central por aproximadamente seis horas, com início a partir das sete horas da manhã. A suspensão do abastecimento, em sua totalidade, durante esse dia, faz-se necessária para a limpeza dos floculadores, um procedimento indispensável à manutenção da Estação de Tratamento de Água.

A diretora-adjunta do SAAE, Mayara Martins, ressalta a importância da medida, com a chegada do período chuvoso.“No momento, não conseguimos prever o nível de turbidez que o Rio Doce poderá atingir durante o período chuvoso; por isso, a medida é uma forma de prevenção e de extrema importância para garantir a melhoria das condições de tratamento da água, tanto em qualidade, quanto em quantidade. Para tanto, o SAAE já solicitou o apoio da Samarco, com a disponibilização de 20 caminhões-pipa para atender a cidade durante esse período, onde houver necessidade.”, reitera.

Todo o serviço será executado por uma empresa terceirizada da Samarco, a Conami Manutenção Industrial Ltda. As obras estão relacionadas diretamente com as etapas de tratamento da água, o que justifica a redução considerável na vazão de água. Durante todo o período de racionamento, os caminhões-pipa ficarão à disposição, com atendimento prioritário aos hospitais e escolas, além do atendimento, em um segundo momento, aos pontos mais altos da cidade.

O Plano

Em função do rompimento da barragem em Mariana, no ano passado, a Mineradora Samarco foi obrigada a apresentar um Plano de Emergência em função de possíveis problemas que podem advir com o período chuvoso que se aproxima. Entre outras coisas, no Plano estão previstas estas obras de melhoria no sistema de tratamento do SAAE para garantir o abastecimento, caso haja maior turbidez na água do Rio Doce.

FONTESecom/PMGV
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook