Créditos: Antonio Melcop/Santa Cruz

Não vai faltar emoção. O duelo mais importante do primeiro semestre do futebol nordestino começa nesta quarta-feira (27), às 21h45 (de Brasília). O Santa Cruz recebe o Campinense no Arruda, em Recife, pelo jogo de ida da final da Copa do Nordeste. A expectativa é de casa cheia para o confronto, que envolve dois gigantes do futebol nordestino.

O Campinense parte em busca do seu segundo título da Copa do Nordeste. Primeiro campeão da história da competição, a Raposa Paraibana levantou a orelhuda nordestina após derrotar o ASA na grande final. Assim como em 2013, o Rubro-Negro poderá decidir o título em casa. Diferente do Campinense, o Santa Cruz tem a chance de buscar um título inédito para sua sala de troféus. Um dos rivais do clube, o Sport Recife ostenta a conquista da Copa do Nordeste de 2014.

Mas se quiser repetir a história em 2016, o Campinense terá que se preocupar com o ataque do Santa. Comandado por Grafite, o setor ofensivo do Tricolor Coral foi um dos aspectos destacados pelo zagueiro Thiago Sala em entrevista coletiva:

 Grafite é um artilheiro nato, matador. Precisamos neutralizá-lo de todo jeito. Para sermos campeões, precisamos ter atenção especial com o ataque do Santa Cruz – ressaltou.

Do outro lado do duelo, o Santa Cruz tenta aproveitar o embalo de suas recentes classificações na Copa do Nordeste e no Estadual. Pelo Pernambucano, o Tricolor passou pelo rival Náutico com duas vitórias. O segundo resultado saiu em uma virada, com gols de Grafite e Lelê.

Dias antes, o mesmo Grafite foi o responsável por marcar o solitário gol da classificação do Santa Cruz contra o Bahia. Por conta desses resultados, o técnico Milton Mendes decidiu manter o time titular do Santa, que deve começar o jogo com: Tiago Cardoso, Vítor, Néris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Leandrinho, Arthur, Lelê e Keno; Grafite.

O treinador destacou o clima de trabalho do elenco do Santa, que disputa a sua primeira final desde que o técnico chegou ao Santa Cruz:

 É uma atmosfera que me deixa muito feliz. Tenho vivido muitas coisas bacanas, mas destaco a amizade e respeito que existe em todos os que estão envolvidos com o clube, em todos os setores. Com os jogadores, vivemos isso de forma intensa, forte. É uma amizade que tem a ver com a entrega. – afirmou Milton Mendes.

A segunda partida será disputada no próximo domingo (1), às 16h (de Brasília), no Estádio Amigão, em Campina Grande, na Paraíba.

FONTEAssessoria CBF
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook