Segunda fase da Operação Mar de Lama afasta mais cinco vereadores e gestor corporativo do SAAE

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (27), com apoio do Ministério Público Federal, a Segunda Fase da Operação MAR DE LAMA, com o objetivo de dar continuidade ao combate aos crimes de corrupção praticados por agentes públicos e políticos no município de Governador Valadares (MG).

A operação conta com a participação de 30 policiais federais que estão cumprindo 13 ordens judiciais, sendo 07 mandados de busca e apreensão e 06 ordens de afastamento de funções públicas (5 delas contra vereadores da Câmara Municipal de Governador Valadares e a sexta contra um gestor corporativo do SAAE).

Esta nova fase decorre da análise em materiais apreendidos na empresa do tesoureiro da organização criminosa investigada, durante a primeira fase da operação, quando foram encontrados indícios de que, além dois oito vereadores já afastados, outros cinco vereadores e um gestor corporativo do SAAE recebiam propinas da organização criminosa investigada para praticarem atos de ofício contrários ao interesse público.

Os vereadores Adauto Carteiro (PROS), Cabo Isá (PMN), Chiquinho (PSDB), José Iderlan (PPS), Leonardo Glória (PSD) e do gestor corporativo do SAAE afastados foram encontrados em uma espécie de contabilidade de propinas, recebidas e pagas pela organização criminosa investigada, sempre vinculados a valores. Todos os nomes dos novos envolvidos serão anunciados em entrevista coletiva na manhã de hoje.

Com o desencadeamento desta segunda fase da Operação Mar de Lama, o número de pessoas afastadas das funções no município de Governador Valadares saltou de 20 para 26, sendo que 13 delas são vereadores da Câmara Municipal de Governador Valadares.

FONTEPolícia Federal
COMPARTILHAR
Redação
Como maior ouvidoria popular de Governador Valadares, o Programa Valadares na TV se destaca por levar informação e conteúdo exclusivo de problemas e assuntos de nossa cidade.

Comentários no Facebook