Foto: Washington Alves

Há mais de duas semanas desde a demissão de Deivid, o Cruzeiro parte para mais um compromisso sem treinador. Nesta terça-feira, às 21h30, a equipe celeste entra em campo para enfrentar o Londrina, no estádio do Café, no interior do Paraná, pelo jogo de ida da Segunda Fase da Copa do Brasil.

Após a recusa de Ricardo Gomes, que preferiu permanecer no Botafogo, o auxiliar técnico Geraldo Delamore comandará o Cruzeiro diante da equipe paranaense, assim como aconteceu na vitória por 3 a 2 sobre o Campinense, semana passada, no Mineirão, pelo duelo de volta da primeira fase da Copa do Brasil.

Em janeiro do ano passado, as duas equipes disputaram um amistoso de pré-temporada no mesmo local, com os donos da casa levando a melhor ao vencerem por 1 a 0. O último duelo oficial entre Cruzeiro e Londrina aconteceu também pela segunda fase da Copa do Brasil, em 2002. O time paranaense ganhou o primeiro jogo por 1 a 0, mas a Raposa devolveu na volta, no Mineirão, bateu o adversário por 2 a 0, com gols de Joãozinho e Jussiê, e avançou no torneio.

Para o confronto desta terça-feira, Delamore terá muitos desfalques. A última baixa é o atacante Rafael Silva, com dores lombares. Antes, Arrascaeta já tinha sido vetado por causa de uma concussão cerebral. Também por problemas de lesão, o time celeste também não pode contar com o lateral-direito Mayke, os zagueiros Dedé e Manoel, os armadores Robinho, Marcos Vinícius e Alisson e o atacante Judivan.

Em relação ao time que ganhou do Campinense por 3 a 2, na quinta-feira passada, o time titular do Cruzeiro terá duas mudanças: o zagueiro Léo, que cumpriu suspensão diante dos paraibanos, volta na vaga do jovem Bruno Viana, enquanto o meia Matías Pisano entra no lugar de Arrascaeta.

Caso o Cruzeiro vença por dois ou mais gols de diferença, o time avança diretamente para a terceira fase do torneio. Qualquer outro resultado forçará a partida de volta na terça-feira da próxima semana, dia 17 de maio, no Mineirão.

“Iremos com o intuito de eliminar o jogo da volta. Vamos para vencer por 2 a 0 ou, se isso não acontecer, queremos ao menos sair lá de com o resultado positivo, porque representamos uma grande instituição. O Cruzeiro tem que estar sempre brigando por títulos”, observou o meia-atacante Élber.

Londrina

A equipe paranaense chega com moral para o duelo contra o Cruzeiro. No fim de semana, venceu o PSTC por 4 a 3, nos pênaltis, e conquistou o título de campeão do interior no Campeonato Paranaense. Na primeira fase da Copa do Brasil, o Londrina passou pelo Parauapenas-PA vencendo as duas partidas: 1 a 0 no Pará e 6 a 0 no confronto da volta, no estádio Vitorino Gonçalves Dias, em Londrina.

Visando o duelo contra o Cruzeiro, o técnico Cláudio Tencati testou a equipe com cinco alterações em comparação à formação que começou contra o PSTC.

As únicas mudanças confirmadas no time titular são a entrada Matheus na zaga no lugar de Luizão, que sofreu uma contusão no ombro, e a volta de Germano. As dúvidas são no setor ofensivo. Reforço o atacante Jô disputa uma vaga com Paulinho Moccelin e Zé Rafael. Mais à frente, Itamar briga com Bruno Batata.

Londrina x Cruzeiro

Londrina: Marcelo Rangel; Igor Bosel, Sílvio, Matheus e Paulinho; Germano, Bidía, Netinho e Zé Rafael (Jô); Paulinho Moccelin e Itamar (Bruno Batata). Técnico: Cláudio Tencati

Cruzeiro: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Lucas Romero e Elber; Pisano, Allano e Willian. Técnico: Geraldo Delamore (interino)

Motivo: jogo de ida – 2ª fase da Copa do Brasil

Data: 10 de maio 2016, terça-feira, às 21h30

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)

Árbitro: Márcio Henrique de Gois (SP)

Auxiliares: Márcia Bezerra Lopes Caetano (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)

FONTERadio Itatiaia
COMPARTILHAR
Marcus Vinícius Gomes
Réporter Esportivo desde 2010, 30 anos, apaixonado por futebol, viajou Minas Gerais nas melhores coberturas esportivas para Rádios, TV e claro, se divertindo fazendo aquilo que gostava, que é estar à beira do gramado.

Comentários no Facebook