topo 3
Mandado busca

Polícia militar e ministério público cumprem 5 mandados prisão e de busca e apreensão

PM e MP prenderam 5 suspeitos em mandado de busca e apreensão

18/11/2020 16h21
Por: Massillon Neves
A operação contou com sete viaturas da PM foto: imagem ilustrativa
A operação contou com sete viaturas da PM foto: imagem ilustrativa

Na manhã de hoje (18) foi realizada uma operação de cumprimento de mandado de busca e apreensão conjunta, envolvendo a polícia militar e o ministério público. Na oportunidade foram efetuadas 5 prisões, cumpridas com êxito, com o objetivo de combater o tráfico de drogas.

A região alvo foi o bairro Santa Terezinha, nas redondezas da rua Manaus. Um local de grande vulnerabilidade social e de geografia favorável à vigilância quanto a chegada da PM, que há anos vem buscando conter o intenso tráfico de drogas no local.

Após 4 meses de intenso trabalho e levantamento de provas, sete viaturas e a aeronave pégasus foram usadas para garantir o sucesso da operação. Todos os conduzidos eram da prática de crimes sendo que, três deles eram líderes do tráfico de drogas na região. No momento nada de ilícito fora encontrado.

Durante a intervenção, uma bolsa feminina foi vista jogada no córrego, e ao fazer contato com a proprietária, que ainda nem sabia que tinha sido vítima de furto, essa reconheceu seus pertences e confirmou que o objeto havia sido subtraído de seu veículo.

O material furtado serviu de moeda de troca para as drogas comercializadas ali, e a operação teve suma importância de desmantelar o crime intenso e recorrente de tráfico de drogas no Santa Terezinha e proximidades, incluindo a parte central da cidade, que contribui para inúmeros roubos e furtos como este nas redondezas para financiar o tráfico.

 Fonte: PMMG

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários