Estatísticas

Minas Gerais registra queda nos crimes violentos em 2020

No comparativo com 2018, a redução da criminalidade violenta chega a 51,2%

12/02/2021 19h07
Por: Redação
Foto: Imprensa MG
Foto: Imprensa MG

Os crimes violentos caíram 32,92% em Minas Gerais ao longo de 2020, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados representam um total de 22.748 crimes a menos em todo o estado em relação a 2019 e foram divulgados nesta sexta-feira (12/2) pelo governador Romeu Zema, em suas redes sociais. Dentre os 15 índices monitorados mensalmente pelo Observatório de Segurança Pública, 14 apresentaram redução. No comparativo com 2018, a queda da criminalidade violenta chega a 51,26%.

Importante indicador da criminalidade e um dos menos afetados pelo contexto de distanciamento social, o número de vítimas de homicídios consumados apresentou queda de 6,43% no estado. Na capital, a redução foi ainda maior, de 14,17%. Levando-se em conta o interior, em 612 municípios - o equivalente a 71,75% do total - não houve aumento do percentual, ou seja, os municípios não registraram homicídios, mantiveram ou reduziram os índices na comparação com 2019.

As maiores quedas na criminalidade violenta do estado foram registradas na 7ª e na 11ª Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), com sedes em Divinópolis, no Centro-Oeste mineiro, e em Montes Claros, no Norte de Minas, respectivamente.

As estatísticas de criminalidade violenta incluem os registros de homicídio consumado e tentado, extorsão mediante sequestro consumado, sequestro e cárcere privado consumado, estupro consumado e tentado, estupro de vulnerável consumado e tentado, roubo consumado e tentado e extorsão consumado e tentado. Além desses crimes, o Observatório de Segurança Pública também monitora e divulga mensalmente os registros de furto e lesão corporal.

Confira todos os indicadores monitorados:

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários